Arquivo de setembro, 2004

Que tal um guia?

O entendimento entre mulheres e homens já é dificil demais para ficarmos parados sem fazer nada. Então estou fazendo minha parte.

Dicas para as mulheres entender melhor os homens.

Podemos começar pelo básico seguindo para as questões mais complicadas que envolvem sexo, a falta dele até chegar ao vaso sanitário.

– Homens por sua natureza falam a verdade. Não são bons para mentir. Se mentem é pra agradar as mulheres.

– A afirmativa acima só servem para homens que levam suas respectivas a sério. Não se iluda, se ele te leva a sério você sabe disso.

– Quando homens dizem sim eles querem dizer sim.Ou melhor ainda, deixando isto mais claro. Homem fala o que realmente deseja. Simples assim. Você pergunta ele responde. Se ele não te responder é por que realmente não sabe.

– Homens são burros, tem memória falha e raciocínio lento. Não esperem que eles adivinhem coisas, lembrem-se ou mesmo cheguem a alguma conclusão. Se faça clara.

– Homens tem ciúmes sim. De qualquer um. Ele melhor do que você conhece sua própria raça. Por isso se quer evitar atritos não dê espaço pra nenhum homem fora o seu. Mesmo que pra você não signifique nada.

– Homem odeia seus ex-namorados. Pelo simples motivo destes terem chegado antes. Evite-os.

– Homem não gosta de ex-namoradas. Se gostasse não seria ex.

– Homem odeia namorado de ex-namorada. Por motivos óbvios.

– Homem gosta de esportes. Seja lá qual for. Futebol, basquete, rodeio ou Formula 1. Isto tem uma grande importância pra ele. Portanto não atrapalhe, não desmereça nem desrespeite.

– Homem gostam de sexo. Ás vezes sabem fazê-lo. Mas nunca do jeito EXATO que vocês esperam. Saibam que vocês são muito diferentes umas das outras. Nem sempre o que funciona com uma funciona com outra.

– Gostam de peitos, bunda e periquita. Ás vezes sabem que existe mais do que isso. Mas mesmo quando sabem demoram um tempo para coordenar tempo, modo e localização.

– Homens sempre “dão no couro”. Ás vezes não. ( não que tenha acontecido comigo). Eles sempre negam e sempre negarão. Por isso, finja que nada aconteceu.

– Sim, todos fantasiam com um menage-a-trois. De preferência com duas bissexuais que interajam entre si e com ele. Não há explicação para essa fantasia. Como alguém pode não gostar?

– Homens são diferentes. Por isso uma ou outra dessas dicas podem não se aplicar ao seu homem. Mas funcionam em geral.

– Se decidam: vocês querem que a gente levante a tampa antes de usar ou abaixe depois?

Da série “Talvez fosse melhor criar um pseudônimo” – Verdades Inteiras

Um casal dançando numa pista da melhor balada da cidade. Ela, linda, saltitante, com a roupa da moda e adorando tudo que vê pela frente.  Ele, normal, dançando “socialmente”, também com a roupa da moda, mas visivelmente deslocado.

ELA : Cara … Uhú, isso é tão cool!

ELE : Beleza …

ELA : Yeah! Show ! Isso não é demais!?

ELE : Não.

ELA : Sério que você não curte esses caras!? De que planeta você veio?

ELE : Do mesmo que o seu. Chama: Terra.

ELA : Olha o cara … Todo sinistro.

ELE : Sinistro é o teu passado, infeliz.

ELA : Ai … Vai me dizer que você não gosta nem um pouquinho?

ELE : Um pouco.

ELA : Sério?!

ELE : É.

ELA : Nossa! Sério mesmo?

ELE : Não, só falei que sim pra ver se você calava a boca. Deu errado.

ELA : Meu, na boa! Sente essa “vibe” …

ELE : Ok. Senti.  Posso ir embora ?

ELA : Ai, deixa de ser chato! Você não curte ficar dançando, sem se preocupar com nada, colocando toda sua energia negativa pra fora?

ELE : A única coisa que consigo pensar quando tento dançar é : “Onde eu coloco meus braços? Por favor, me tirem daqui!”

ELA : Ah, imagina! Eu adoro sair pra dançar.

ELE : Se você gostasse mesmo disso, não usava um salto desse tamanho, uma saia que não te deixa dar meio passo pro lado e esse decote que me remete a explosão da bomba de Hiroshima.

ELA : Ah, vai dizer que você tá com ciúme.

ELE : Não é bem esse o sentimento. Se pudesse, enfiaria meu rosto entre seus seios e ficaria assoprando pra fazer esse barulho, ó : Prúúúúúúúúúú !

ELA : Que comédia ! Té parece?

ELE : Esse é o único motivo para um homem como eu suportar uma situação dessas. Pode perguntar pra qualquer um aqui. Quer quer eu pergunte?

ELA : Você é tão engraçado.

ELE : O nome é : palhaço.

ELA : Ai, ai, viu?

ELE : Ai, ai, mesmo …

ELA : Nossa, olha essa música que começou a tocar agora! É demais! Adoro flash !

ELE : Na época que isso tocava de verdade, você achava um lixo, agora que é moda …

ELA : Ah, deixa de ser implicante … Na época eu era boba.

ELE : Pra você ver, até o câncer evolui …

ELA : Meu … do que você tá me chamando?

ELE : Boba. Mas é que eu sou educado.

ELA : Que engraçado! Quem vê até pensa que você tá falando sério!

ELE : Pra você ver como as pessoas não estão acostumadas com a verdade.

ELA : Então, meu pé tá doendo vamos pegar uma cerveja?

ELE : Pé … cerveja, o que uma coisa tem a ver com a outra? Vamos, claro!

E assim eles foram tomar uma cerveja, conversar mais um pouco. Enfim …

Homens e Mulheres de Protocolo

“Havia um tempo em que o mundo era um lugar melhor para se viver. Um tempo no qual as pessoas aprendiam de pai para filho. Tempos esses que nunca voltarão, mesmo porque não seria produtivo. Mas penso que devemos resgatar o pouco que nossos antepassados deixaram, ao invés de acharmos que a verdade está na internet. Isso mesmo!

Uma dessas coisas que andam me irritando é a arte de cortejar uma mulher. Há algum tempo, isso era algo que exigia mais do que um:

– “”Beija-me ou te enfio um soco na fuça!””

Era um desafio mágico, um momento de alegria e prazer. Prazer de cultivar a si mesmo e a próxima. Isso mesmo, a próxima, até porque, nos bons tempos, mulher não cortejava. Hoje, tudo isso é uma zona sem tamanho, um caos. Não existe controle, informação e muito menos procedimento. Não é à toa que o grande mal do século é a depressão associada à solidão, associada à falta de sexo (sim, falta de sexo é um problema).

As pessoas estão tristes, sentem-se rejeitadas, usadas, extorquidas e vai longe. Por isso, meus caros, está mais do que na hora de resgatarmos nosso mais básico ensinamento, aquele que até deveria ter nascido com a gente, caso a gente não usasse roupa.

Esse ensinamento diz o seguinte: Existem Protocolos!

Sim. Para se fazer tal coisa acontecer é preciso fazer uma série de coisas antes, não é preciso fazer todas, ou seguir uma ordem. Não é um manual, é mais um guia.

Para conquistar uma mulher, você precisa seguir alguns protocolos: busque-a em casa, mesmo que ela more em Alphaville; pague o jantar; pague o motel; abra a porta (não é difícil); e, por último, muito importante, quando ela estiver com sede no cinema, você deve ir pegar a água!

E, para as feministas de plantão, eu digo o seguinte: vão às ruas, protestem, queimem sutiã! Façam tudo isso, mas quem troca a lâmpada aqui sou eu!”