Sobre o Amor e a Distância

Sobre o amor. Rápido, que chega sem esperar, sem procurar. Esse é o verdadeiro amor. Um amor que surpreende, pelas condições, pelo histórico pouco glorioso dos outros amores, pelas pequenas intimidades que vão surgindo em pouco tempo. Que torna-se muito. Maior.

Sobre a distância. Que machuca, intransponível – ao que consta – assim de repente. A vida, cheia de compromissos, que impede. Contato. Espera. Essa é a verdadeira distância. Às vezes fisica, às vezes não. Telefonemas esperados, por um amor conflitante, que achou seu destino longe.

Sobre o amor e a distância. Quando acontecem juntos. Você começa a entender a definição exata da palavra quilômetro. Passa a contar esses mesmos quilômetros. Os dias. As horas. Mas você não pode mais deixar de sentir. O amor torna-se uma conta. Alta, se pensar em telefone. Baixa, se pensar em encontros.

Não importa. Vale sempre. Vale a ansiedade que transforma. Palavras em poemas. Dias em segundos. Sonhos em realidade. Simples atos em atos de amor.

É simples. Amores distantes são como dias ensolarados. Compensam sempre os dias chuvosos.

Compartilhe!

8 Comentários on "Sobre o Amor e a Distância"

  • Ma diz

    Obrigada gente. Mas, sinceramente, acho que vou comprar um carro. 6 horas no ônibus acaba com qualquer amor…..rs

  • Rafael diz

    Sim, aqui passa a ser um espaço para poesias também! Muito bonito.

    Parabéns Márcia, espero ler mais textos seus.

  • Anninha diz

    Transforma. Transforma tudo. Transforma seres humanos em gente. Gente de verdade.

    Belo texto, Má! Sabia que vc escrevia bem!

    Bjo

  • Ricardo diz

    Olá Márcia,

    Por mais que digam que já falaram tudo sobre o amor, sempre nos emocionamos com textos assim. Parabéns e continue escrevendo !!

  • Márcia, fazia tempo que eu não me identificava com uma coisa tão bonita e bem escrita. Parabéns!

  • Olha, Márcia, esperiência própria: carro só faz a viagem durar 4 horas e meia. A distância (física) continua. O que importa são os (poucos) dias ensolarados ao lado de quem se ama.

  • Anninha diz

    Importam os dias ensolarados, os chuvosos, os cheios de neve e aqueles com tufão ao lado de quem se ama, desde que sejam dias amados e amorosos…

  • Camila diz

    E o que nos faz mais fortes é saber que esses dias ensolarados podem demorar a chegar, mas eles virão.

    Aliás, o simples (e maravilhoso) fato de pensar em quem se ama faz com todos os dias tenham um brilho especial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *