All Type

– Faaaaaaaaaaaala bicho!!! Tudo certo?

– Fora os clientes malas, tudo certo.

– Então, tudo normal! Você não sabe. Comprei o You can’t do that on Stage anymore vol. 5. Tem o Zappa tocando um ballet do Mozart e imitando uma galinha ao mesmo tempo.

– Ouvi falar! (mentira) Aquele com a capa loucona? (todas as capas do Zappa são louconas, hehehe) Eu também comprei um cd legal. Caito Marcondes. O cara mistura música regional nordestina com influências de música barroca. Demais.

– Acho que sei! ( Sei nada). Ah, e você viu. Semana que vem sai o Live at Ledds do Echo & the Bunnyman.

– Você ainda não tem? Comprei o meu faz uns 4 anos, importado. (encomendei na internet semana passada e falei isso para não me zoarem da besteira que fiz. Uns R$50 mais caro.).

Entra a menina do atendimento e eles olham sua bunda.

– Tudo bem Camila? ( ôooooo carnão! Eu virava ela do avesso.)

– Tudo bem. Vocês só falam de uma coisas que eu não entendo!

– Estamos falando de música Camila. (Como ela é burrinha, mas que eu comia, eu comia)

– Ah, eu gosto de Sandy e Junior.

– É, A Sandy canta direitinho. O trabalho de marketing em cima dos 2 foi muito bom. ( ele vai me zuar depois).

– É e eles são exemplos muito bons para a criançada. Mostram o valor do amor e da família. Muito melhores que qualquer banda de funk.( mandei bem, é hoje que eu traço essa ninfeta)

– Ai, que legal que vocês gostam. ( esses 2 são uns chatos, que ficam fazendo moralzinha comigo. )

A atendimento sai da sala.

– Delícia ela. ( e eu sou um perdedor)

– Eu casava hoje… Separava amanhã. ( eu sou um perdedor)

Compartilhe!

25 Comentários on "All Type"

  • Muuuuito bom!

  • Felipe diz

    Muito divertido cara! Excelente texto…adorei os “pensamentos” dos personagens!

  • Rafael diz

    Putz, isso sempre acontece. Show sua crônica. Mande mais, mande mais, curti….hehehe

  • Paulo diz

    Leo, texto de primeira. E ainda mais legal para quem não curte o “mundinho”. Em uma nota mais pessoal: me identifiquei com um personagem. Comprar CD pela Amazon é um exercício de descontrole econômico… Demora tanto que chega quase junto com o lançamento inesperado do CD nacional – que sai, realmente, umas quatro vezes menos…

  • Gabis diz

    Pô Leo… O Caíto faz parte da Orquestra Popular de Câmara… tem vários cds dele no catálogo do núcleo (gravadora de música instrumental que eu trabalho). Entrem na página gente! http://www.nucleo.art.br e Confiram música fora do mundinho e altíssima qualidade! Valeu pelo merchandising… bitocas

  • Ei Paulo, imagina eu agora que tô trampando no Submarino. Dá freak time toda hora. Eu ficosabendo das promoções antes de saírem. Preciso me controlar. hauehauehauehow

  • Ei Rafa Mamutão, valeu!!! Vc tá virando crítico de crônicas? Tem comentários seus em tudo quanto é crônica aqui!

  • Rodrigo Monzillo diz

    Achei mô lixo… Faz outra logo…

  • Juliana Furtado diz

    Eu já tinha lido! Sei lá se foi no seu blog… Enfim, achei muito legal. Dá pra ver claramente sua revolta contra o mundinho publicitário… e tb dá pra, infelizmente, perceber que isso acontece de verdade…

    Beijos!!! Ju

  • Gabis diz

    Entendi sim… mas não concordo! Não tem nada a ver o artista com o tiozão metidinho a conhecedor. Uma coisa é a música, outra é o “fazedor de type”… aliás Leo, vc deveria ler o editorial da Folha hoje… quem sabe você muda seu estilo…se bem que de goo goo boy você está um pitél :))

  • Gabis diz

    retificando… é na ilustrada…

  • leo diz

    Epa!!! Eu tô um pitéu(que isso? termo intelectualóide, termo brega da Gabi´s ou o queeeeee?)

    Retificando go go boy.

    Retificando. A Gabi´s entendeu. Ela só disse aquilo pra dar uma de publicitário e dizer que conhecia o Caito. hauehauehauehow!!

    Como é que é a expressão? Fazedor de type. hauehaue. Mistura de hype com tipo????

    Ah, eu acho que vou ler o jornal agora. É uma ótima referência pra estar na moda. A Ilustrada é excelente. hauehauehauehow!!!

    Enquete:

    Qual o estilo do Leo:

    1 meio viado com camiseta de ursinho e cabelo do Junior

    2 Boy, muito boy

    3 Cult sujão, com bodybag

    4 esportista, com camisa e agasalho de times

    5 Raver que faz malabarismo

    6 Diretor de arte, com roupinhas fashion com corezinhas combinando

    7 Aparecido, com roupa de ginástica feminina

    8 Tantufas, só cria polêmica

    9 todas as anteriores

    10 nda

  • Gabis diz

    Você sabe que comigo tudo é enfático. Gostava mais de você quando você tinha cabelão e mal olhava na cara das pessoas mas de alguma forma você continua o mesmo fofolésimo…

  • Ricardo diz

    Bom Leo,

    Já tinha te dito que o texto era ótimo quando li a primeira vez, antes de publicar. O mais legal, é que ele deu origem a série: ” O Japonês e a Repéia” … só espero que não resulte em danos físicos pra nenhum dos dois…

    Abraços!hehe

  • hauehaUEHAUE

    Esses coments tão mais trash que os programas Hipertensão, o Serginho Mallandro e o João Cléber juntos.

    Me animei em escrever aqui. Minha próxima crônica não vai ser mais em homenagem à publicidade. Advinhem o Curso ganhador da nova crônica????

    Isso… Oceanografia!!

  • paulo diz

    Meu, vc fala merda pra caralho, mas sua crônica é bem engraçada. Já tava na hora de alguém fazer uma crônica tirando sarro dos intelectualóides. Eles são chatos pra caralho.

  • Eu Tô parecendo o Jô. Falo mais noz comentários que meus leitores.

    Será que eu sou aparecido?

    hauehauehauehow!!!

  • Epanofonidas Caplacilticus diz

    Caralho que textozinho RIDICULO!!!!! Digno da lixeira mais próxima… Recomendação: Continue fazendo publicidade pois se virar escritor você morre de fome…

    A propósito: FODA-SE!

  • Duda diz

    We´re back B.I.B.A!!!Parece que aqui você solta de vez a franga né?!Assume logo!!!As bibas assumidas são menos escrotas!Hahaha

    E nem adianta tirar os comments.A gente te acha de qualquer jeito.

  • Sim, a influencia neo-classicista de seus textos nos permite visualizar melhor a performance racional e funcional da sociedade atual, que, diga-se de passagem, é exacerbadamente blasé e deveras iconoclastizada pela sub-cultura pseudo-orgânica bilateral.

    Em outras palavras, você é um merda idota e com tendências altamente pederastas!

    Enfia esse texto no seu cu, japonês viado!

  • President diz

    Aêeee, bibona!!! Achou que fosse escapar das esculhambações, né??? Bicha escrota que tá com medo dos comentários… Nós vamos te perseguir o resto da sua vida na Internet… Se eu fosse você, sumiria do mundo virtual…

  • Capeta diz

    BBBBB IIIII BBBBB A

    B B I B B A A

    BBBBB I BBBBB A A

    B B I B B AAAAAAA

    BBBBB IIIII BBBBB A A

    LEO BICHONA TIROU OS COMMENTS DA MERDA DO SEU BLOG PEDERASTA? ENQUANTO VC ESTIVER NA NET VC SERÁ PERSEGUIDO. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

  • ae leo-gay, pare de escrever essas coisas…

    sua unica vocação é a pederastia.

    esqueça.

    vamos te perseguir até o quinto dos infernos!!! a máfia continua!!!!ahhaahhahahahahahhahahahahhah

    biba

    baitola

    traveco!!!!!1

    ae TRA-VE-CO!!!!!!!!!!hahahuhauahuahuahuahuahua

  • Ivone Boechat diz

    A arte de viver

    Viver é se aproximar e, ao mesmo tempo, livrar-se de si mesmo, de angústias e egoísmos. Viver é um dom magnífico. Viver é participar desta misteriosa matemática sincronização do universo: o mortal desfrutando de experiências materiais numa concessão espiritual. Viver é transcender através da participação na história, pelas marcas deixadas no caminho, no resplandecer de gerações que se sucedem.
    Viver é mobilizar e envolver-se para afastar comportamentos que empobrecem a participação na vida, buscando valores e refazendo idéias que desbotam a aventura de sobreviver, em meio ao disparate humano na conquista do impossível.
    Viver é proporcionar, reabastecendo-se no manancial da fé, inundando a vida com todas as possibilidades de cada dia. É investir minutos e minutos, colorindo de esperança as horas. É aprender com as manhãs a iluminar obstáculos, não se importando com a escuridão da noite. “Basta a cada dia o seu mal”.
    Viver, lutando, incessantemente, para desarmar veículos que levam à violência. Fazer do comportamento um elo que une as pessoas umas às outras para formar a grande corrente de otimismo. A força nascerá e há de acontecer o milagre para o qual o homem foi criado: viver no paraíso.
    Viver com alegria e na certeza de ser útil, como fiel mordomo do seu próprio corpo, oferecendo-o em holocausto para a felicidade daqueles que compõem este painel de realidades.
    Viver é, sobretudo, preservar. É educar-se para viver em harmonia com o tempo e o espaço, coordenando fantasias e verdades para o equilíbrio e a razão.
    Viver e não interromper a apoteose fantástica das flores se abrindo nem desafinar o grandioso coral de pássaros no espetáculo gratuito diário que extasia a humanidade.
    Viver e preservar rios, mares, cuidando dos animais, porque fazem parte do equilíbrio da vida.
    Viver no firme propósito de melhorar todo dia: no grupo de amigos, na família, no trabalho, disposto a assumir o compromisso de colocar um mosaico na construção da paz, para viver experiências de melhores dias.

    Ivone Boechat

  • rosalinda diz

    q nojo..
    falta de criatividade..
    mto ridiculo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *