Adoescer, ops! Adolescer

Ser adolescente é a coisa mais complicada do mundo. Que fase mais cheia de problemas! Eu mesma estou nesta fase e sei quão complicada ela é…

No momento, pelo menos para mim, é aceitar que aquelas “criaturas”, que até alguns anos atrás faziam parte de outro mundo, começaram a partilhar do seu mundo, que antes parecia ser particular, tranqüilo e livre de preocupações. Esses seres, que chamamos de garotos, entram de repente, sem serem convidados, nos nossos mundos, que pensávamos ser exclusivo, e quando percebemos, estão lá, dividindo o mesmo espaço.

Em princípio, achamos isso uma coisa horrenda e totalmente sem sentido. Como criaturas tão repugnantes ousam se aproximar de nós? Mas depois, sem aviso prévio, mudamos totalmente de opinião. No final eles não são tão maus assim…E começamos a pensar que nossa convivência com esses até então, desconhecidos seres será pacífica.

Como num efeito dominó, nosso primeiro pensamento errado gera outro, e isso continua, até a última peça. Erradas estávamos novamente, pensando que esta nova experiência não traria problemas. Mas ela causa. Não como nós pensávamos, mas causa.

Dessa aproximação pode surgir “algo mais”, que cada um dá um nome: atração, paixão, amor…Esse sentimento, que antes era estranho, começa a mudar o nosso jeito de agir e conseqüentemente deixa bem claro que está presente (ele não é nem um pouco discreto). E normalmente, ser indiscreta é a última coisa que você quer…Além do mais te deixa mais confusa do que era antes…

Eu mesma passo por isso agora e sinceramente não sei o que fazer. Mas pensando bem, que graça teria o amor se soubéssemos exatamente o que fazer? O legal mesmo é não saber, se confundir (certo que na hora você não pensa bem isso…).

Mas o que mais confunde nossas cabeças, são os sentimentos dele. Nós até podemos saber o que sentimos, mas… E ele? O que ele sente? O que ele pensa de nós?

Por mais confuso que pareça no fundo gostamos…Nem tentamos fugir, pois sabemos que não ia adiantar mesmo. Assim continuamos neste jogo complicado, a que teremos de nos acostumar, porque provavelmente não será a última vez que será jogado. Deixamo-nos levar e o que tiver de ser, será.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *