Mulher Desesperada

E a mulher lutou muito para obter direitos iguais, os mesmos salários, as mesmas oportunidades, as mesmas possibilidades de trair, etc. E ela chegou lá. É claro que ainda tem que trocar as fraldas de cocô, fazer o almoço de domingo, mandar a empregada gostosa embora e ir às reuniões pedagógicas na escola do filho ao meio dia quando tem milhões de coisas pra fazer! Mas a mulher está muito bem! Muito segura de si, muito orgulhosa! Feliz!

Na boate, lá pelas tantas horas e tantas cervejas…

– Oi.
– …
– Tudo bem?
– …
– Qual o seu nome?
– Mariana.
– …
– …
– Você vem sempre por aqui?
– …
– Você estuda, trabalha?
– Eu faço faculdade.
– Ah… De quê?
– De Administração.
– Eu faço medicina.
– Ah…
– Você veio sozinha?
– Não. Vim com amigas.
– Entendo… E tem namorado?
– Por que?
– É que…
– Ah?
– …
– Pode falar. Não fique tímido.
– …
– Não tenho namorado. Estou disponível, aberta a novos relacionamentos e pronta para outra…
– Claro. Eu só queria saber…
– Não que eu ache que os homens não prestam. É que meus últimos rolos e ex-namorados foram bem sacanas comigo e…
– Olha, eu…
– Eu sei que você vai dizer que é diferente, que nem todos os homens são iguais, mas vai ter que sambar muito pra me provar isso,viu, e…
– Deixa eu falar…
– Não. Peraí! Eu sei que nem todos são iguais, mas quer saber? Parece até que existe uma irmandade ou fraternidade oculta na crosta terrestre e que todos vocês, homens e ratos, vão pra aprender como maltratar e magoar as mulheres. Um dia eu entro lá disfarçada e pego todos no flagra!
– Mariana?
– Sabe o que é pior? É que vocês não podem ver um rabo de saia e já ficam doidos. Por que vocês não conseguem ser fiéis? Vocês entendem o que é amor?
– …
– Sabe, é por isso que não acredito em casamentos! Depois que casam, vocês, ratos, só querem que a mulher fique atrás do fogão enquanto vocês saem pra pegar as menininhas que tem idade para serem sua filha! E mais… Chegam em casa com a cara lavada e ainda querem sexo!
– Eu… Bem…
– Sexo! Vocês só pensam nisso. Só pensam em conversar com uma mulher quando querem fazer sexo! Custe o que custar. E aí, quando eu ficar gorda e velha você vai procurar sexo na rua, não é?
– Ah… Bem… Eu… Eh…
– Ta vendo? É isso mesmo. Ficou até sem fala! Viu só? Homem é foda!
– Desculpe, Mariana. Eu só queria te conhecer… Tchau.
– …

– Viu aquele carinha ali, Roberta?
– Sim. Ele tava te cantando?
– Hã! Cantando! Ele queria transar comigo! E aí foi só eu começar a conhecê-lo melhor pra saber que é um crápula! São todos iguais!
– É…

Compartilhe!

1 Comentário on "Mulher Desesperada"

  • Anônimo diz

    kkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *