A Poção do Sorrisol

Não sei se vocês sabem, estudo no período noturno, mas toda Segunda de manhã tenho aula de estratégia.

Voltando ao estacionamento aonde deixo meu carro nas aulas de Segunda de manhã, ao aguardar os carros que estavam na frente do meu saírem, me defrontei com algo interessante: “”Deus criou o Mundo em sete dias, pois ninguém perguntou para ele quando ficaria pronto””.

É interessante isso. Pessoas (e algumas vezes seres superiores) normalmente não funcionam perfeitamente sob pressão. O estado de se sentir cercado, com a obrigação de fazer alguma coisa, seja perfeitamente ou num período de tempo reduzido é sem dúvida incômodo e prejudicial a qualquer rendimento de produtividade.

Sejam pessoas comuns ou mais conhecidas, isso pode acontecer – é como impotência sexual – vejampor exemplo o caso do Mansell (não estou falando de impotência e não entenda mal isso) o cara quando estava sob pressão só fazia cagada, tomava muito ferro e deixava de conquistar corridas e títulos por motivos, teoricamente, de força maior, maior que o ombro dele.

Jogadores de futebol funcionam no mesmo esquema. Olha só a situação de grandes clubes paulistas, com grandes elencos que não conseguem produzir. Sem dúvida existe um pouco de pressão nesse meio.

O caso mais recente foi o Brasil nas Olimpíadas de Sidney. Todo mundo tinha que trazer medalha e muitas teriam que ser de ouro. Deu no que deu né?

As vezes isso também ocorre com empresários (muito comum), artistas, engenheiro, publicitários, médicos (daí deve ser complicado), padeiros, marceneiros, mecânicos, enfim, até com prostitutas (não discriminado a profissão, pois para “”praticar”” uma profissão dessa a pessoa não pode ser nada fraca).

Para quem pisa, é necessário utilizar do seu estado empírico e entrar no cotidiano das pessoas e ver que elas são gente e não máquinas, e mesmo se fossem, se exigirmos demais de máquinas, elas acabarão quebradas.

O recado tá dado… motivação, liderança e um bom papo são os maiores aliadas para se atingir objetivos profissionais sem prejudicar qualquer rendimento.

Abraços, Hermínio.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *