Foram Tempos Modernos, pelos menos para os quatro

Eram três garotos, que como eu, brincavam de gato-mia em seus quartos. Eles giravam aquele mundo, sempre a buscar a magia vinda da vida.

Eram esbeltos, mas mesmo assim, poucas garotas a fim. Tocavam muito, de dia e de noite, até cansar.
Queriam sempre, sentir aquela liberdade, mas mal sabiam brincar.

Mas de repente, aquele gosto, ele chegou, de forma rápida a nunca parar.

Só mais uma vez só, e mais uma agora. Não dava para se controlar, aquele “”vicio”” tomou conta.
Realmente forma bons tempos, mais do que crianças, eram pessoas. Uma de cabelos longos e outros mais conservadores.

Passamos por momentos curioso na nossa adolescência. Cada um no seu canto, sozinhos, descobrindo o mundo real, de uma forma nova.

Acho que vocês são mais do que amigos. Uns estão na vida dos outros, apesar da distância. Jamais esquecerei pequenos gestos de amizades. Se protegiam, se conheciam e conheceram as magas, muitas magas, que aos poucos forma moldando cada um deles.
Hoje em dia tenho muitos amigos. Alguns deles verdadeiros (espero), mas quando você começa a ver o mundo de outra forma, encarar os fatos, você tem aquele seu grupo, que por mais que seja pequeno, é unido e capaz de muitas coisas.

As vezes fico me recordando, os quatro. Foram viagens, risadas na aula, caminhadas intermináveis porém rápidas, horas de sono transformadas em conversas e, principalmente amizade.

Olha, faz tempo que não vejo amigos assim. Hoje cada um está tomando seu rumo, porém todos mantém contato, claro que uns só por telepatia, mas outros de palavras.

Quem nunca teve um melhor amigo quando jovem, entre seus dez e dezesseis anos? Eu não, eu tive três.

Acho que um privilégio. Na época pensei Ter dado muita sorte de Ter entrado naquele colégio, naquela classe. Hoje tenho certeza.

São momentos da vida que jamais são esquecidos e, tenho certeza, eles também lembram.
Apesar de muitos acharem estranho, garanto, era amizade mesmo.

É isso aí rapazes, cada no seu rumo, mas espero que sempre juntos.

Quem nos conhece sabem quem são. Um que tinha cabelo comprido, outro que apareceu de brinco, um que vivia jogando futebol americano e outro que vivia rodado de garotas.

Pois é, os tempos passaram e vocês estão aí, estamos aqui.

Abraços a todos, H.R.T.O.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *