Nascido em Pelotas

Pelo que entendo da humanidade, ninguém imaginaria que o mundo fosse dar voltas suficientes para me ver novamente. Mas estou aqui, consciente e são do que posso escrever.

Por dias pensei no que falar mas após ver uma série de fatos que me comoveram acho que já sei o que vou mostrar a todos, sem provas científicas mas sim como uma leve dedução e opinião.

O homossexualismo surgiu há muitos anos. Eu não era nascido e você que está lendo também não, a não ser que aquele cara português que sumiu durante uma guerra e que muitos na terrinha ainda esperam por ele, ainda esteja vivo. Mas acho que isso vem antes dele e acho que ele não era gay. Ah não lembro o nome desse cara.

As vezes quando nos encontramos em certos centros sociais percebemos a presença de uma pessoa homossexual, seja pelo seu jeito, roupas, estilo, olhares, enfim uma série de coisas que todos conhecem. Não tenho nada contra pessoas que resolveram optar por tal escolha, absolutamente nada contra homossexuais, muito pelo contrário, dou o maior apoio.Vendo essas pessoa que então citei você já mata, certo (estou levando em consideração o homem gay e não a mulher)?

Beleza, não há o que discutir. Todo mundo sabe, alguns falam mas isso não vem ao caso. O que quero frisar é que eles são apenas metade.

Imagine todos os homossexuais que você conhece juntos, juntinhos. Eles são só a metade!

A figura que percebemos de longe é apenas o homem gay fêmea (na minha opinião). É simples, o cara que recebe digamos assim e tem efeitos visuais que lembram muito uma fêmea.

Agora há o outro lado. Para cada um deles há o homem gay macho (mas não tão macho assim) que é o que manda bala. Esse sim você nem percebe na rua. Pode ser um cara normal, que não afina a voz, que não se veste extravagantemente e normalmente, não da a entender.
Oras, pra que escrever sobre isso? É simples. Para cada gay que você conhece de forma escancarada, existe outro de forma discreta, ou seja o número de homossexuais que você conhece é igual a metade do que eles são, logo o número de homossexuais que existem no seu universo é o dobro dos que você conhece! Pura lógica.

Por esse motivo levo uma manifestação social para acabar tomar todo cuidado do mundo para não dar bola fora. O cara que está do seu lado agora (se existir um) pode ser um discreto e você nem sabe. Então não adianta você querer jogar toda sua raiva para ele sem saber o que ele realmente é pois o efeito pode ser tardio mas será o contrário e provavelmente mais forte.

Lembre-se, não sou gay, mas parei para pensar e acredito que o mundo contemporâneo está mudando conforme suas exigências. Se tem gente que topa tem um que gosta. Já estou acostumado com essas coisas, o que vale, simplesmente, é brincar, sem brincadeiras!

Compartilhe!

2 Comentários on "Nascido em Pelotas"

  • Renata diz

    Vcs só não sabem uma coisa:

    O “gay macho” nem sempre é o que manda bala!!! aliás.. quase nunca!!!!

    Falar da vida dos homossexuais tentando explicá-las já é um preconceito!!!

    Porque explicar uma coisa que é natural?!??!

    Porque entender uma coisa que já esta entendido??? e aceito???

    Vamos refletir…

  • Ricardo diz

    faz sentido ….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *