Lembram do meu Uno branco?

Ontem meu dia não foi fácil e nem dos melhores. Depois de uma série de problemas e de ter meu celular cortado por engano, talões de cheque roubados (eles entregam em casa e roubaram o entregador) e desentendimentos futeis, resolvi dormir.

Quando eram mais ou menos uma da manhã ouvi uma gritaria na minha rua. No começo não ligue, mas depois de alguns minutos e cantadas de pneus resolvi olhar.

Havia um Voyage preto brincando de Driver, do PlayStation na rua. Quem conhece a minha rua sabe como que é… mas beleza, o cara descia na contra-mão e dava cavalo de pau na Sto. Amaro… nada perigoso nem imprudente, imagina. Depois de passar por várias modalidades, com excessão do Slalow (meu dificil sem ter pilares na rua) o cara começou a brincar de ré.

Beleza, showzinho acabou vamos dormir. Doce ilusão. Do nada apareceram mais uns sete ou ouito carros para brincarem também. Um Uno vinho puxou um cavalo e ficou atravessado na rua. Logo pensei que ele fosse sair de lá… engano meu. Todos os outros carros, sendo que dois deles de ré, vieram com tudo pra cima do cara e pararam milimetricamente posicionados do Uno. Cercaram o carro igual a filmes.

Deve ter sido bem divertido, os caras eram bons, eu admito. Depois disso, o mais legal foi eles sairem num pau, sendo que dois ainda estavam de ré… achei legal e me lembrei do Piquet.

Lembrei também dos bons tempos do meu “”Uninho”” que, obviamente não fazia coisas desse tipo, mas brinquei um bocado.

Na verdade não faço a mínima idéia do motivo pelo qual estou escrevendo isso como uma crônica, acho que é pelo fato de ter ficado empolgado e de saber, que alguns amigos merecem saber disso.

Garanto, se fosse na frente do posto, seria vibrante e, muito melhor, parecia ensaiado, foi bonito mas perigoso de ver.
Bom depois virão mais cronicas melhores e mais saudáveis e com assuntos interessantes, mas não estava aguentando guardar isso que eu vi, tinha que contar a alguem e nada melhor do que falar aqui.

Abraços, Hermínio.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *