A fina linha entre a Vitória e o Fracasso

Nessa batalha diária que nós, solteiros, travamos contra as mulheres não temos como enumerar nossos fracassos. Não que só fracassemos, mas nossa insistência em não querer passar a noite sozinho nos deixa algumas vezes, vamos dizer, vulneráveis.

O fato de ser nossa as honras de abordagem na grande maioria das vezes já nos deixa em desvantagem, pois é muito fácil dizer não, agora escutá-lo não é tão simples assim. Sempre que isso acontecesse, nós, solteirões adquirimos seqüelas muito graves, mas nada que umas cervejas não resolvam. Com o passar dos nãos todos se acostumam e aprendem a lidar com tal situação.

O grande problema surge com a aparição de nosso grande inimigo, o talvez. O talvez é um indício de que vc está entrando em um jogo muito perigoso, onde a vitória pode ser ótima mas a derrota é muito mais dolorosa. A vitória te leva ao êxtase, ao delírio, enfim à cama. Já a derrota leva a mais tenebrosa situação, ao território proibido do fracasso total: A Amizade.

O talvez é reconhecido como derrota qdo vem seguido de frases como: ” Eu acho que vc está confundindo as coisas…”, ” Nós podemos ser amigos…”, “Quem é aquele seu amigo ma – ra – vi – lho – so???”, e por aí vai. É aí que ela chega, com todos os seus encantos e armadilhas, tornando vc o eterno cara perfeito, a única pessoa que a entende, o gente finíssima, o irmãozinho, ou seja: O Amigo. Estando nessa posição a primeira providência é não se desesperar, pois qquer movimento mal calculado pode gerar conseqüências catastróficas. Como a esperança é a última que morre vc ainda a tem, afinal esta pode ser uma falsa amizade, ou seja, a garota está apenas tentando descobrir se vc não é mais um daqueles caras egomaníacos que tem que conquistar uma por noite, um daqueles fala-que-vai (fala que vai ligar mas não liga, fala que vai pra casa mas não vai, fala que vai pensar em namoro mas não vai) ela quer descobrir se vc não é…. o que vc realmente é.

Caso vc não tenha a sorte da moçoila ainda cogitar em pensar em vc como um objeto de consumo, não ouse chuta-la pois isso só vai queimar seu filme com ela, com as amigas dela e te levar de volta ao ponto de início. Cative-a, conquiste -a, ainda que como um (argh) amigo, o objetivo é faze-la enxergar que vc é um carinha bacana e que apesar de só pensar em sua bunda ela tem um intelecto invejável. Só assim algo de útil pode ser retirado dessa situação, te levando direto para o topo do pódio

Compartilhe!

1 Comentário on "A fina linha entre a Vitória e o Fracasso"

  • Rafael diz

    Tinha esquecido como esta crônica é boa, hehehe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *