Roberto, O Homem Ideal.

Roberto durante anos colheu e estudou as informações que as mulheres deixaram escapar em entrevistas, revistas e até falsos cochilos em um grupo de mulheres papeando. Aliás foi assim que conseguiu uma das suas primeiras namoradas. O fato dela estar cuidando dele por estar quase em coma alcoólica não vem ao caso. O importante é que fez todo esse estudo para conseguir se tornar algo inexistente. O Homem Ideal. Algo que as mulheres procuram por todos os cantos desse mundo. A razão pela qual elas se relacionam com essa raça (homens). Essa procura que se estampa pelas Claudias, Marie Claires e Meninas Veneno de todo o mundo.

Depois de processados todos os dados (não são listados senão seriam uma crônica por si só.) estabeleceu seu plano de ação e começou a executá-lo.

Entrou na academia, adotou uma dieta balanceada, começou as aulas de italiano (eles são sexy dizem elas), o inglês já sabia. Arranjou um trabalho social, fez sua empresa ir para frente, comprou um apartamento bom, nem grande (pra não esnobar) nem pequeno (um homem tem que ter ambições). Se matriculou em aulas de Jiu-Jitsu (tem que defender a amada) e comprou uma porção de livros. “Homens são de Marte mulheres de Vênus” foi o primeiro.

Roberto acabou gostando dos seu novo estilo de vida, conversava melhor, se portava melhor, tinha dinheiro e sabia protegê-lo. Todo seu esforço começou a dar resultado e pouco a pouco foi colecionando novas experiências e se direcionando ao último e grande desafio. Querer um compromisso. O Homem Ideal não tem medo de compromisso.

Conheceu Laura, uma mulher incrível, inteligente, sincera, segura, solteira. Se entrosaram muito bem, ela fazia francês na mesma escola que ele, logo mudou também para sua academia pois 2 horas longe um do outro era muito tempo.
Os dois ficaram juntos e felizes, mas Roberto havia adquirido um vício, se tornar o Homem cada vez mais Ideal.
Não haviam mais desentendimentos, tudo era unanimidade, ele nem assistia mais o futebol, a mãe dela era mais querida que a dele e ele até aprendeu a fazer xixi sentado.

Só que acompanhado de tudo isso veio um efeito colateral. A falta de libido. A vida sexual deles estava em perigo de extinção. Apesar de estarem se falando mais do que nunca e nem precisarem discutir a relação. Ele entendia ela em todos os sentidos mas em vez de papai e mamãe eles estavam mais para irmãozinho e irmãzinha.

Como havia de ser um dia eles sentaram pra conversar sobre isso. E Roberto disse que essa foi a rela cão mais saudável que ele já teve, que eles se entendiam muito bem, porém ele precisava de mais compreensão, ela não entendia as necessidades dele, que ele queria uma pessoa mais sincera, mais preocupada com as causas sociais, ou seja, ele queria um Homem Ideal. Apesar de espantada ela entendeu exatamente o que ele queria, então eles se separaram em clima pacífico. Se tornaram melhores amigos, mas cada uma seguiu seu rumo, cada um procurando seu homem ideal.

Roberto entendeu tão bem a alma feminina que acabou se tornando uma.

Moral da história:

O Homem Ideal é veado.

Compartilhe!

10 Comentários on "Roberto, O Homem Ideal."

  • Ahahaahahahaah…. crônica perfeita!

    É o que eu sempre digo: homem ideal, só boiola.

    parabéns.

    nós, machos, adoramos espetar as mulheres (em todos os sentidos).

  • anninha diz

    Na verdade, se formos ainda mais a fundo, o Homem Ideal (que é boiola) é ideal inclusive para vocês homens em geral… não há competição…

  • anninha diz

    Está ótimo, Kris… mas não nos desanime assim!

    Estou cercada de Homens Ideais, então?! *rs*

    Só um detalhe: o Homem Ideal NÃO faz xixi sentado… *rs* Isso é 1/2 bizarro! (desculpem aqueles que o fazem)

    “Imãozinho e irmãzinha” foi ótimo!

    Gostei, gostei.

  • Anônimo diz

    Que preconceituoso!

    A Anninha tem razão, não nos desanime!

    Mas, mesmo assim, parabéns pelo texto. Está muito divertido e gostoso de ler.

  • Fabiane Secches diz

    Faltou assinar o comentário acima… pronto!

  • gabis diz

    Aí Kris, você já encontrou seu homem ideal?

  • Kris diz

    Não sei se me sinto honrado por você ter me considerado um homem ideal ou puto por me chamar de veado. Mas como de veado você nunca vai poder me chamar agradeço o elogio…hehehe

  • veve diz

    Desta vez, nao tenho preocupacoes em confundir a criacao (Roberto) com o criador, pois o Volponi esta certissimo, vcs machos “adoram espetar as mulheres em todos os sentidos”… mas pensando bem na pergunta da Gabis… Se quiser posso mudar meu nome para Massaranduba!!! PS: ADOREI, ADOREI, ADOREI… bbta.

  • Paulo diz

    Muito legal, Kris, e com umas putas sacadas pelo caminho. Agora, o homem ideal é aquele que não faz regime, sai com os amigos e fica inacessível em época de Copa. Taí um retrato de um homem feliz… O resto é concessão para o sexo oposto…. :P

  • vc e o homem ideal vc e lindo parabens tenha bo susesu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *