Um final feliz

Vera e Dora eram super amigas.

Daquelas que não tem nada a ver mas tem tudo a ver sabe.

Vera vivia falando para Dora para se soltar mais. Aproveitar as coisas da vida. Vera achava que Dora era muito submissa. E Dora sabia que era verdade. Mas não sabia é claro.

Vera era desbocada, determinada e prática. Por um acaso um pouco do que Dora queria ser. Já Dora era doce, meiga e boa. Um pouco do que Vera deveria ser.

Vera era de Cassio. Dora era de Flávio.

Cassio e Flávio sempre foram amigos.

Daqueles que eram mas não eram.

Cassio sempre insistia para que Flávio tomasse um rumo. Muito de leve mas insistia. Cassio achava que Flávio merecia uma chance. E Flávio parecia não aproveitar. Não aproveitava do jeito que Cassio queria pelo menos.

Cassio era culto, aplicado e bom. Um pouco do que Flávio deveria ser. Flávio era esperto, malandro e individualista. Um pouco do que Cassio depois descobriu que deveria ser.

Cassio era de Vera. Flávio era do mundo.

Depois de muito tempo em que Vera insistia para Dora largar de Flávio. “Esse fdp não presta” dizia ela delicadamente. Dora tomou a atitude. Ficou só mas não mais mal acompanhada.

Foi questão de tempo.

Dora conheceu esse carinha. Vera e Cassio aprovaram. Eles continuaram.

Foi questão de tempo.

Vera conheceu Flávio. Mais do que devia. Algo esperado por parte de Flávio, mas não menos revoltante. Cassio ofereceu a mão e Flávio pegou a mulher. Atitude de homem isso não é. Uma surpresa por parte de Vera. Quer dizer ela não parecia ser dessas. Mas parecia. Ela não parecia gostar de Flávio. Mas parecia.

Cassio ficou arrasado. Perdeu a mulher e o amigo numa tacada só. E ele pra variar não é o tipo de pessoa que merece ess tipo de coisa. O mundo realmente é injusto.

Foi questão de tempo.

Um dia Dora não se entendeu com o carinha mais. Eles eram perfeitos um pro outro. Mas não eram. Ela não era o tipo de pessoa que merecia isso. O mundo é injusto.

Foi questão de tempo.

Finalmente, Dora era de Cássio.

Moral da história: O mundo não é injusto, só tem caminhos estranhos.

PS: E o carinha? Ele conheceu uma garotinha. Eles não pareciam. Mas pareciam. Mas isso é uma outra história.

Compartilhe!

7 Comentários on "Um final feliz"

  • Verônica Almeida diz

    Finalmente uma crônica! Hahaha

    Essa eu gostei…”o mundo não é injusto, só tem caminhos estranhos”…mto boa a conclusão.

    Continue escrevendo…

    Bjos!

  • Kris diz

    hehehe…tardo mas não falho…valeu…

  • Rafael diz

    Devo deixar minhas congratulações para o ritmo do texto que dá uma leitura especial. Muito boa carinha. Muito boa.

  • anninha diz

    Perfeita… como deveria ser. E é.

    E fica um aplauso especial para os estranhos caminhos da vida!

  • Leonardo Lobianco diz

    muito bom… as cronicas tardam, mas nao falham, algumas sao boas, outras ruins… as cronicas nao sao ruins so tem algumas que sao estramnhas.. heheh… essa foi boa

  • Fabio e Veve diz

    Adoramos a cronica e a conclusão. Foi 10, os caminhos são mesmo estranhos, não deixe de escrever sempre….

    Parabéns maninho.

  • Cassio diz

    Final perfeito, o carinha era muito maior (e melhor) do que qualquer pessoa poderia imaginar. Ele e a garotinha merecem tudo de bom. O mundo, realmente… Tem caminhos estranhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *