O Diabo e o Ninja na Terra do Gado.

– Cara, você tá demorando para vender esse caro. Enquanto não vender eu não vendo. Assim tá me fodendo a vida

– A minha também eu posso dizer…ainda assim, menos que a sua é claro

– Foco na minha vida. E o Japonês? Aquele que ficou muito interessado?

– Sumiu como um ninja

– Odeio ninjas.

– Eu também. Eles somem

– E podem te acertar de longe com uma Zarabatana.

– E estrelas pontiagudas

– Muito doloridas.

– Sim, afiadíssimas. Sem falar naquelas sapatilhas de tartaruga

– Melhor não ter vendido para ele não. Podia ter te fatiado em 2 pedaços.

– Verdade. Tive sorte

– Escapou vivo e sem um arranhão.

– Deus é bom

– Para os justos e honestos

– Não para os ninjas

– Nunca, assassinos sanguinários sempre vão para o inferno

– Eles e os pernilongos…que não são assassinos, mas sanguinários

– Morcegos vampiros e sangue sugas também. Bom saber, o inferno é cheio de ninjas, mosquitos, morcegos e vermes. Igual Ituverava.

– Logo…

– Ituverava é o Inferno.

– O que faz da sua vó…

.- ..Lúcifer.

– Afinal ela manda em Ituverava

– Desde o início dos tempos.

– E você é o neto do diabo

– Aê.

(crônica escrita a 4 mãos por Kris e Murilo)

Compartilhe!

2 Comentários on "O Diabo e o Ninja na Terra do Gado."

  • Rafael diz

    Já não me espanta mais nada por aqui…tsct…tsc!

  • diz

    Seus sanguinários!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *