O Box do banheiro

Quase a metade da minha vida eu usei óculos. Meus pais usam óculos. A minha irmã usa óculos. A maioria dos meus parentes usam óculos. Não havia muitas chances de escapar da genética. Maldita genética que tirou todos meus sonhos de ser alto e ter olhos claros! Por causa dela usei óculos desde a sétima série do primário. Mas nunca achei tão ruim usar óculos. Tirando as vezes que amassava a armação jogando bola ou tinha que entrar na água sem enxergar nada.

Antes meu mundo era embaçado. As luzes possuíam um brilho especial. Nunca havia notado que precisava de óculos. Viva bem, brincava com os amigos, assistia a televisão, estudava, lia, jogava videogame normalmente. Sim, era uma visão míope, mas como ainda não sabia o que era ser míope, a considerava normal. O meu próprio mundo através de 1 grau de miopia. Em um fatídico dia, resolvi de brincadeira colocar os óculos novos de um amigo. Meu mundo caiu! Nada do que via era verdadeiro! As luzes na verdade não são embaçadas! Os gráficos do Pac-Man que jogava eram muito mais mal feitos que imaginava! Eu era um deficiente visual!

Após essa descoberta tive que fazer meus primeiros óculos. Tudo era novidade! Não passava uma placa sem ser lida! Era um novo Miguilim surgindo. A sensação era maravilhosa! Um mundo inteiro a ser descoberto, explorado. Vivia naquela casa há anos, mas para mim era uma casa nova. Os lugares que passava todos os dias não eram mais os mesmos. Aliás, eram os mesmo, mas não para mim. Tive que reaprender a ver as coisas. Substituir as imagens da minha memória por imagens nítidas. Apagar a visão embaçada da velha árvore da esquina, que possuía na minha mente, e substituir pela visão clara e límpida através das lentes de vidro.

Após anos usando óculos, nada mais era novidade. Já havia desmistificado tudo que acreditava como verdadeiro mas que na realidade era míope. Agora sabia exatamente a diferença entre o mundo míope e o mundo nítido. Nada mais me surpreendia. O mundo nítido era cotidiano. O mundo míope também. Não chocava mais a transição entre os dois. Para cada objeto no mundo míope sabia exatamente o que esperar do correspondente do mundo nítido. Até o dia que coloquei lentes de contato! Não exatamente as lentes de contato que me surpreenderam, mas graças a elas que descobri o último reduto do mundo míope intocado pelo mundo nítido: o Box do banheiro!

Logicamente não se toma banho de óculos (embora algumas vezes já tenha acontecido por descuido, mas é uma situação ridícula demais para se contar que o fez), o que torna o Box do banheiro um lugar embaçado por natureza (e pelos vapores d’água). E eu na minha confiança adquirida através dos anos resolvi entrar sem medo no banho com a lente de contato pela primeira vez. Foi quando meu mundo caiu novamente! O Box do banheiro não é como eu imaginava! Não está certo! O Box é embaçado! Por que está tão nítido? Os meu pés! Estou conseguindo ver bem os meus pés! Consigo ler o rótulo do shampoo sem nenhum esforço! Vejo as pequenas rachaduras no azulejo nunca antes notadas! E eu que esperava nunca mais ser pego de surpresa. Achava que não havia mais nada que pudesse descobrir, desvendar. Ingenuidade minha acreditar que a sua visão de mundo é a única existente. Atualmente operei a minha vista, mas ainda espero encontrar vários Boxes de banheiros pela vida.

Compartilhe!

5 Comentários on "O Box do banheiro"

  • Sérgio diz

    Como dizia Forest “shakespeare” Gump: “Life is like a box… of chocolate”.

  • Dani diz

    Espero que agora que vc descobriu o box do banheiro, vc descubra o X14 – para tirar aqueles mofinhos escuros que ficam entre os azulejos.

  • Dani diz

    Qualquer prateleira dos melhores supermercados. Homens…

  • paulo roberto vasconcellos diz

    Existe mesmo um produto que faz isso? Minha casa tá cheia desses mofinhos.

  • babi diz

    oi.. nossa… essa cronica eh a cara da minha irma.. sabe.. ela tb eh miope.. poxa.. como vc escreve bem!!!! parabens viu?? gostei ,es,o da cronica.. mto mto…

    bjs

    babi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *