A Mulher Perfeita

Eu escuto constantemente meus caros amigos afirmando que sou muito exigente. Não exigente com picuinhas ou detalhes descuidados. Mas exigente para mulheres. Afirmam que busco a mulher perfeita, chegam à conclusão que ela não existe (com devida exceção à Ana Paula Arósio. Ainda assim há quem duvide de sua existência.) e logo emendam um: “Assim você vai ficar solteiro para sempre”. Desculpem-me, caros amigos, mas estão redondamente enganados. A mulher perfeita existe.

Ela está lá, uma mulher comum, com todos seus defeitos e manias, quando de repente ela solta aquela risada gostosa, meiga, sincera, até meio tímida, por causa de uma bobagenzinha; então você percebe: a perfeição. Durante aquele sublime instante ela é perfeita. Cada movimento, cada nuance é a mais pura magia. Aquele olhar perdido para o chão, o jeitinho em que ela arruma o cabelo, a forma em que a luz bate em sua face. A derradeira prova da existência divina! E logo no instante seguinte ela se vai. Mas por um breve momento ela era perfeita. Assim é a perfeição.

Há mulheres que são perfeitas em pequenos momentos. Há outras que foram perfeitas para aquele momento da sua vida, mas não são mais perfeitas para o momento que você está passando. Mas há aquelas (e são essas que todos nós procuramos) que são perfeitas em sua vida, apesar de muitos momentos imperfeitos. A perfeição é o momento e não a falta de defeitos. É um aspecto temporal e não qualitativo. É aquele exato ponto em que todos as imperfeições não importam, apesar delas continuarem lá. Acredito em mulheres perfeitas. Todas são, foram e serão perfeitas para alguém em algum instante. Ela pode ter aquela “gordurinha a mais” ou aquele “jeito estabanado”. Na perfeição isso é o que menos importa.

Todos já encontraram pessoas perfeitas em suas vidas. Quando seu coração bate mais depressa, quando parece que suas mãos estão sobrando e você não sabe o que fazer; esse é o momento em que você a encontra. Não acho que meu problema seja a exigência, como afirmam meus caros amigos, talvez seja apenas um problema de atitude. Como me comportar diante de uma criatura tão perfeita? Balbucio bobagens, falo do tempo e da vida, quando o que mais queria era estar em seus braços. Não é exigência. É valorização.

Assim é a perfeição que busco, uma perfeição humana, branda, plausível, que me permita também ser perfeito para alguém.

Compartilhe!

8 Comentários on "A Mulher Perfeita"

  • Verônica Almeida diz

    Essa gostei! Ficou muito interessante a definição de “perfeição”, concordo e muito com o seu jeito de pensar!

    Sempre quis dizer isso para as pessoas, porém nunca soube como dizer.

    Parabéns pela crônica e pela linda definição!!!

    Bjos!

  • Juliana K. diz

    Simplesmente…perfeita! No fundo, é o que todos procuramos.

    abraços solidários!

  • malena diz

    eita!

  • Camila diz

    Eu acho que você já escreveu esse texto pensando em alguém!

  • fernanda diz

    Leopoldo, passar por estes momentos onde a ” perfeição” é conhecida, encontrada, sentida é a coisa mais sublime.

    Até que enfim um homem sentiu o que nós mulheres muitas vezes buscamos, algumas vezes encontramos e vivemos.

    Parabéns, espero ter mais oportunidades de ler textos sublimes e perfeitos.

    Fernanda

  • Paulo Limão diz

    É, Leopoldo… Você conseguiu sintetizar anos de conversas e textos sobre a perfeicão de uma pessoa em algumas linhas… e perfeitamente!

  • Sérgio diz

    Se você colocar esse texto no blog, aí terei certeza. É gorpinho….

  • paulo vasconcellos diz

    bravo, leopoldo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *