Faz parte da sua vida!

“Casamento! Toda vez que ouço essa palavra, ela soa como uma coisa muita distante. Por outro lado, tenho ouvido essa palavra com uma certa freqüência. Talvez por que muitos amigos irão se casar nos próximos meses? Acho que não, a maioria nem tem namorada. Talvez por que os amigos dos meus amigos estão se casando? Pode ser, afinal tenho uns amigos mais velhos por aí. Então será que querem que eu case? Acho que não, mas se quiserem vão ficar querendo.

Acho que, na verdade, depois de uma certa idade o tal “”casamento”” começa a fazer parte da sua vida.

Quando você é criança e menino, casamento não passa de uma festa onde seus pais e sua família vão encher a cara e voltar reclamando, ou então vão reclamar o tempo todo. Se você é uma menina, não importa o que aconteça, tudo vai ser sempre lindo, um sonho.

Pois bem, depois que você cresce um pouco o tal do casamento começa a influenciar um pouco mais a sua vida. Você arranjou sua primeira namorada, está apaixonado. Precisa provar para os seus amigos que você tem uma relação sólida baseada na confiança. Sua prima resolve casar e vai fazer uma festa bem legal em São Paulo. Nessa idade você adora festas, fica todo empolgado, e vai contar a novidade para sua amada:

– Ana! Tenho um casamento mês que vem.
– Que legal. Onde?
– Em São Paulo.
– Em São Paulo? E vai ter festa?
– Lógico, uma puta festa.
– Olha…É melhor você não ir.
– Como assim?
– É.. eu não quero que você vá.
– Como assim?
– As meninas de São Paulo, sei lá, são meio atiradas.
– Mesmo? Quer dizer, meus pais vão estar lá.
– Tá, entendi, você não gosta de mim. Adeus! Buaaa!
– Como assim, espera aí…

Pronto, o casamento já está mais presente na sua vida do que você imaginava.

Mais um pouquinho de tempo depois, você já é um jovem profissional formado, com uma carreira brilhante pela frente. Aí te ligam:

– Alô?
– Quem fala?
– É o Marcos.
– Oi Marcão! É o Renato falando, tudo jóia?
– Tudo bem cara, qual a grande nova?
– Lembra da Tati?
– Opa se lembro!
– Ela vai se casar em abril.
– Casar? Em abril? Mas já? E eu? Quero dizer, que bom hein.
– Pois é cara, ela me pediu para te convidar. Você vem?
– Lógico, Lógico. A gente combina

Aí você vai no casamento da sua ex e dá de cara com o casalzinho. Ele não é muito mais alto que você, nem mais forte e nem muito simpático. Você não deve ficar inseguro. Você se senta com a sua turma e a sua ex-sogra aparece:

– Oi gente! Que bom que vocês vieram. O champanhe está bom?
– Sim Dona Márcia! (em coro)
– Que bom! Foi o Ricardinho que mandou trazer da França, ele não é ótimo? Cuida tão bem da Tati
Nessa altura você já está querendo se matar.
– Oi Dona Márcia, lembra de mim? (você vivia na casa da velha)
– Hummm. Você é o Marcos, né? Como vai meu filho? Ainda trabalhando nessa coisa de moleque, a tal da Internet?
– Sim, não, quero dizer…
– Que bom, meu filho. Vocês sabiam que o Ricardinho quer ser cirurgião cardíaco? Ele acabou de passar na residência do Eistein em São Paulo. Ele não é o máximo?
– Sim, Dona Márcia (em coro)

Pronto, agora você sabe que por mais que você lute contra o casamento, ele sempre vai fazer parte da sua vida. Mas, não vamos nos alongar muito, deixaremos a próxima história para o meu casamento. Ou quem sabe para o seu?”

Compartilhe!

3 Comentários on "Faz parte da sua vida!"

  • Renata diz

    Vamos ver o que a Marina acha disso, Murilo… E fica quieto que você é uma das pessoas mais família que eu conheço, tá?

  • vandreza diz

    Mu, conta logo: quando o seu casamento? Estou aguardando o convite! Van

  • Marina diz

    1. “adorei” a referencia que vc fez a Tati, oh querida Tati.

    2. quais suas intencoes? Nao vou ser cirurgia cardiaca, mas tem um longo tempo pela frente….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *