Cores

“Desde a Pré-história o ser humano se preocupa com a comunicação, seja ela verbal, por gestos, por pintura, por sinais de fumaça e por aí em diante. Um dos fatores que desde o princípio tem ajudado os homens na arte de comunicar e criar novas formas de comunicação é a cor.

A cor ajuda muito. Basta reparar na diferença entre filmes e programas de TV em preto e branco e coloridos. Com o uso das cores, as possibilidades visuais são muito maiores. É possível criar mais detalhes e chegar mais perto da realidade. Existem muitas cores, umas primárias (vermelho, azul, amarelo, branco), outras secundárias (verde, laranja, preto, cinza…), sem contar as milhares de variações dessas já citadas.

O ser humano é um dos animais que mais consegue enxergar cores e tonalidades diferentes, milhões delas. Essa característica nos possibilita uma visão incrível do mundo em que vivemos, pois a natureza na qual vivemos, é composta dos mais coloridos seres (flores, borboletas, pássaros, etc).

O mundo das cores parece ser algo muito definido e até acomodado; permaneceu por um tempo intocado. Era apenas aperfeiçoado com a criação de novas tonalidades e misturas. Porém, toda essa tranqüilidade se foi com um novo advento do mundo moderno, um advento maligno devo acrescentar: o esmalte de unha!

Isso mesmo, o esmalte de unha é a oposição radical do mundo das cores. Um contestador feroz e impiedoso da atual ordem. Seus argumentos não são dos melhores, eles dizem que as cores atuais têm nomes com pouco sentimento, nomes frios que não correspondem a seus pares naturais.

Você pode até se perguntar, qual o problema com as cores do esmalte? Qual o grande prejuízo para a humanidade? Para variar, não é a humanidade que sofre com esse problema, e sim os homens:

– Ahã, não viu meu esmalte novo?
– Não, puxa! Que bonito esse branco!
– Não é branco, seu grosso insensível!
– Não??
– É gelo claro!
– Ahhhh! E qual é MESMO a diferença?
– Olha, você não faz meu tipo MESMO, tá. Tchau!”

Compartilhe!

2 Comentários on "Cores"

  • Camila diz

    Mas, Murilo, vc ainda não descobriu a diferença entre um esmalte perolado, gelo, seda e névoa da manhã? Coitada da Marina, ela deve pintar o cabelo de castanho claro acobreado e vc dizer: que legal seu cabelo loiro!

  • Anônimo diz

    Pior é que é verdade. Eu só sou esses furos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *