Escolhas difíceis

“É assim então?

– Exato!

– Meio exagerado né?

– Não é não, é a realidade desse mundo que vivemos!

– Mundo cão!

– Veja pelo lado bom, tem 50% de chance de dar certo!

– É verdade, mas como fazer?

– Desconsidere o ombro, não venda o ombro, alias, mentalize: “”você não tem ombros””.

– Tá.

– Venda o outro.

– Explicitamente? Falo as características?

– Não seu imbecil, seja subjetivo, venda o potencial, não a coisa.

– É que tem um defeitinho…

– Não quero saber, pelo amor de Deus cale a boca!

– Mas e se ela não gostar?

– Azar o seu. Parta para outra! Melhor que ficar ouvindo lamúrias!

– Odeio lamúrias!

– As lamúrias são as inimigas número 1 do homem sensível solteiro.

– Por isso a escolha é tão difícil. A linha é tênue.

– Exato. Lembre-se, venda o …., esconda o ombro!

– Afinal onde você quer que ela…

– Cale a boca pelo amor de Deus!

– Garçom, mais dois por favor!”

Compartilhe!

5 Comentários on "Escolhas difíceis"

  • Kris diz

    Nacionais i salute you

  • Paulo diz

    Beija, beija, beija!

    Brincadeiras à parte, vida próspera!

  • manda diz

    não tem nem o que dizer… os cinco são maravilhosos (e bem diferentes entre si)! eu vivo dizendo que o nacional tem alma e que quem vai ao nacional consegue enxergar um pouquinho de cada um em cada canto do bar… não vou cansar nunca de desejar toda sorte do mundo aos nacionais e de dizer o quanto eu fico feliz em poder estar por perto :)

    beijos!!!

  • anninha diz

    Vida longa, com certeza.

    Um brinde!

    Que se espalhem pela nação!

    bjo.

  • diz

    Saudações aos Nacionais! Desejo a todos um sucesso federal, e deixo um abraço fraternal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *