Facada nas costas

“Então, que horas você vai?

– Aonde?

– Lá, ué!

– Mas hoje não é dia de ir para lá!

– Mudou!

– Mudou?! Não pode mudar! Quem autorizou a mudança?

– Sei lá!

– Falta um pouco de burocracia nesse negócio! Olha que zona!

– Eu não tenho nada a ver com isso! Me avisaram agora!

– Avisaram quem? Quem avisaram? Essas pessoas não te nome?

– Não precisa ficar nervosinho. Você sabe quem são eles!

– Não posso ir para lá hoje.

– Não! Você tem que ir! Herege!

– Herege nada! Hoje não é dia!

– Todo dia é dia!

– Discordo, o estatuto é claro! Lá, só amanhã.

– Que estatuto?

– O que eu estou escrevendo agora, para que isso nunca mais aconteça.

– Você não pode ir mais tarde?

– Não!

– Mas vai ter chocolate.

– É?

– Suíço!

– Puta que pariu!”

Compartilhe!

2 Comentários on "Facada nas costas"

  • José Ignacio diz

    Num dia fora do calendário, num lugar fora do mapa, existem planícies ocultas onde chocolate suíço jorra em fontes límpidas…

  • Kris diz

    It wasn´t me…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *