Em uma tarde de sábado.

“Para cima e para o alto!
– Fala direito, senão não brinco mais.
– Eu sou o super-homem, eu falo do jeito que eu quiser.
– Não, desse jeito você é o super besta. O super-homem fala: “”Para o alto e avante””
– Esse não é o Zorro?
– O Zorro não voa!
– Mas ele pula, salta de cavalo e corre.
– Se é para brincar, vamos brincar direito.
– Que coisa chata. Não pode inventar nada.
– Não pode, isso é coisa séria.
– Sim, então está bem, eu vou ser o homem aranha dessa vez.
– Ótimo, então eu serei o duende verde.
– E que graça tem matar uma droga de um duende? É só pisar em você que você morre.
– Eu tenho vários equipamentos que são fatais para o homem aranha, vou te destruir.
– Teia mágica, acionar!
– Que merda é essa?
– Estou te atacando com a minha teia!
– “”Teia mágica, acionar”” Quem fala isso? É “”super gêmeos, ativar””.
– Da na mesma, não fico decorando essas coisas.
– Não dá para brincar assim! Você não consegue encarnar o personagem?
– Encarnar, eu tenho 10 anos, não preciso encarnar nada. Quero brincar.
– Você pode brincar, mas tem que ser direito, senão o papai vai perder a paciência.
– Então vamos brincar de Batman. Eu sou o Batman.
– Eu sou o Coringa.
– Então eu vou te perseguir no meu mocego-móvel!
– É batmóvel!
– Morcego-móvel!
– É batmóvel ou fica sem mesada!
– Mamãe, o papai está brigando comigo!

A mãe chega na sala, observa a cena. O marido contrariado e o filho fazendo bico em cima do sofá. Ela olhou pensativa para os dois e deu o veredito:

– Os dois estão de castigo. Vão ficar no sofá, olhando um para cara do outro e pensando nas coisas feias que fizeram hoje.

O marido inconformado protestou.

– Eu não acredito. Eu não sou mais criança.
– Não é, mas parece. A partir de agora não quero ouvir um pio de nenhum dos dois.

Ela deixou a sala e os dois, emburrados, ficaram no sofá, se entreolhando. Passados alguns segundos o meninos sorriu.

– Que foi filho?
– Vou sair daqui pai.
– Você está louco, sua mãe vai nos matar.
– Vai nada. Tchau pai. Para cima e para o alto!”

Compartilhe!

4 Comentários on "Em uma tarde de sábado."

  • Kris diz

    Fica se escondendo atrás de uma criança…que coisa feia….

  • Ah esse foi ótimo e fofinho. Aposto que vc era assim quando era criança.

  • Freitas diz

    Murilão meu rei!!! Cara, vc viaja demais… essa foi espetacular, curti muito… pelo menos essa eu entendi… rsrsrsrsrsrsrsrs… aposto que isso já aconteceu em sua vida, brincando com o ajudante de papai noel, pitágoras, e companhia… hahahahahahahah, gostei, parabéns

    do seu amigo

    Fruits

  • lu hakozaki diz

    A-DO-REI !!!! muito bom!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *