Isso

“Coisa de louco!
– Difícil de acreditar que tenha acontecido.
– Ainda mais comigo.
– Justamente. Você não merecia. Não mesmo.
– Não sei o que eu fiz pra acontecer uma coisa dessas..
– Nada cara, isso não tem nada a ver com você, é coisa do destino, castigo divino, peças que a vida prega.
– Isso tudo é bobagem.
– É, eu sei, mas pelo menos deixa a gente menos perplexo.
– Foram anos e anos de indiferença.
– Não faz o menor sentido.
– Será que foi o cabelo?
– Não, nada a ver. Apesar de estar realmente uma merda.
– Mesmo?
– Sim.
– Preciso marcar a Ritinha no sábado.
– Ela faz milagres.
– Foram as roupas então.
– Se olha no espelho cara. Ela sempre gostou de caras descolados, você é um rato de escritório, engomadinho, vive de terno, não inova. Exclua a roupa da lista de culpados.
– Será que ela releu, pensando bem ,leu, as cartas que eu escrevia para ela no colégio?
– Você fazia isso?
– Sim.
– Perdedor.
– Vai me chamar de perdedor?
– Bem, pelo menos naquela época.
– Tudo bem. Então deve ter sido isso, eu escrevia super bem, textos fofos e bonitinhos.
– E desde quando isso funciona com as mulheres?
– Nunca, mas vai saber, você mesmo disse, pode ter sido um milagre.
– Ela só ter falado com você teria sido um milagre, mas o resto, nem Deus explica mesmo.
– Quem diria, a mulher mais gostosa da escola, depois de alguns anos de formada é verdade, mas ainda muito gostosa, me convidou para sair.
– Ninguém.
– Ninguém o que?
– Diria.
– Ah. É mesmo, lógico.
– Justo agora que você começou a namorar a Carlinha.
– Nem me fale. Timing muito errado.
– Mais estranho ainda as duas serem amigas de faculdade né.
– Totalmente. Não da para entender.”

Compartilhe!

2 Comentários on "Isso"

  • Kris diz

    Estranho? De outro planeta!

  • diz

    Vai entender… Tudo que é bom sempre chega em bando, e aí não dá pra aproveitar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *