Novos Desafios

“Tem certeza que é isso mesmo?
– Lógico que tenho, acabei de sair da reunião.
– Para mim, isso é inédito.
– Imagina. Tem isso em todo lugar.
– Eu não sei não. Acho muito suspeito.
– Você é desconfiado.
– Será? E se for uma forma de te encostar?
– Me encostar? Ficou louco?
– Eu já vi isso. Um primo do irmão da Jú me disse que eles fazem isso lá o tempo todo.
– Lá onde?
– Lá.
– Lá não é lugar nenhum.
– Lá é lá!
– Você é paranóico. Esse seu emprego é bizarro.
– É nada. É digno!
– Contar lactobacilos é digno?
– Lógico, trabalho super especializado. E tenho que cuidar da saúde deles.
– Achei que eles é que cuidavam da sua.
– Há há há. Estou rolando de rir.
– Calma. Não precisa ficar bravo. Vamos comemorar meu novo cargo e a longa vida dos lactobacilos vivos.
– Eles vivem só um mês.
– Que coisa triste.
– É para isso que eles servem, nascer e depois morrer.
– É até poético
– Mas ainda acho que esse seu cargo novo é fria.
– Não da para mudar de assunto.
– Não. Você é meu amigo, preciso estar certo que você tomou a decisão correta.
– Você também é amigo dos lactobacilos e eles morrem um mês depois.
– É o destino.
– Pois é, meu destino é o sucesso, a fortuna, o céu, o mundo.
– Acabou.
– Sim.
– Podia ter falado mais baixo
– Eu sei.
– Tem gente em volta
– Me desculpe.
– Na faculdade teve um cara que falou que tinha uma empresa que tinha um funcionário que talvez fizesse isso aí que você vai fazer.
– Até parece. Estou pensando no cartão. Não sei se ponho “inteligência de marketing” ou “marketing intelligence”. O que fica mais chique?
– Tanto faz, eu acho que isso não existe.
– Fala sério
– É sério. Inteligência em Marketing. Nunca tinha visto antes.”

Compartilhe!

5 Comentários on "Novos Desafios"

  • diz

    Mais um desses oxímoros maravilhosos, igual “bomba inteligente”. Acham que, enfeitando a mentira, ela vira verdade.

  • Rafael diz

    é…. inteligência em Marketing é dose!

  • Paulo diz

    Bom, Zé, em Brasília descobriram a fórmula!

  • Andrea diz

    adorei!! beijos!

  • diz

    Paulão, meu velho, talvez até antes disso, na Grécia, com os sofistas. Faz tempo que a humanidade pisa na bola…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *