Reencontro

“Depois de 10 anos de formados, a turma de 1996 da escola mineira de engenharia elétrica se reencontra no clube de campo de Ipatinga.

– Oi, tudo bem? Como está?
– Tudo bem, obrigado.

– Opa Carlão, tudo em cima?
– Beleza gata, e você?
– Tranqüila.

– Oi tudo bem?
– Porque você está falando comigo?
– Bem, eu sou educada.
– E inadequado.
– Não entendo, só estou te cumprimentando.
– Não devia. Eu te cumprimentei? Não, então, custava ser recíproco?
– Mas que é isso Dudu, não custa é ser educado.
– Ser educado é ser apropriado, e no caso me ignorar seria como tal.
– Não posso te ignorar, você está aqui, todo bonitão.
– Bonitão é a sua avó, nunca te dei essas liberdades.
– Deu sim.
– Já foi esse tempo.
– E daí, não podemos relembrar?
– Quer mesmo relembrar?
– Lógico, bons tempos aqueles.
– Que a gente namorava né? Muito legal.
– Até lembro da gente sentado no banquinho perto daquela arvore…que arvore era aquela.
– Um jequitibá.
– Você sempre soube os nomes das arvores.
– Mas era você que gostava de um…
– Olha o respeito.
– Que respeito? Você me traiu com 4 caras da nossa sala, nem um, nem dois, nem três. Quatro!
– Olha já faz tempo.
– Meu apelido na faculdade era “”chi””, do português chifre.
– Quanto rancor..
– Quanto chifre seria mais correto.
– Que pena que você ainda guarda tantos sentimentos ruins, eu pensei em…
– Nem pensar. Eu não caio mais nessa.
– Eu te odeio.
– Isso mesmo.
– Você me magoa desse jeito
– Sim, eu magôo e piso.
– Credo, que agressivo. Acho que cansei de falar com você.
– Graças ao bom Deus.
– Até nunca mais.
– Amém.”

Compartilhe!

2 Comentários on "Reencontro"

  • diz

    hahahhahahaha adoro vingança! Ainda mais depois de 10 anos. hahahaha. Adorei

  • Kris diz

    Nada como uma boa dose de sinceridade…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *