Sobre Mulheres e Futebol

Um final de tarde comum na cidade. Dois amigos se encontram no bar da esquina, no bairro da balada, para tomar um chopp e conversar um pouco. Um deles está com problema de relacionamento com a esposa, e o outro com dificuldade de lidar com o chefe que insistentemente o chama de burro na frente dos colegas.

– Como estão as coisa?
– Na mesma, ainda estou no emprego de merda com o chefe de merda.
– Que saco.
– Pois é.
– Viu o jogo ontem?
– Sim, uma vergonha. Empate com o Rio Claro. Imperdoável.
– Não era esse jogo, mas o Timão levou a Lusa numa boa.
– Graças ao Felipe.
– Ele joga em que time?
– Ok, entendi.
– Não se preocupe. Logo o Verdão melhora.
– Não precisa rir. Vai melhorar e muito. O Brasileiro esse ano é nosso.
– Isso eu não sei, mas a série B é nossa com certeza.
– Vai pensando que é fácil vai. É uma pedreira mano. Cada jogo uma guerra.
– Se vocês conseguem nós também conseguimos.
– Sei.
– Já falou com a sua esposa.
– Não.
– Que houve.
– Preguiça.
– Você tem que resolver isso logo.
– Eu sei.
– Está assistindo o BBB?
– Não muito.
– Cada gostosa meu.
– Todo ano é assim.
– E daí. Lindo de assistir.
– Li hoje que logo sai a revista de uma delas.
– Mês que vem.
– Vai comprar?
– Certamente.
– Empresta?
– Nunca.
– Porque.
– Revista de mulher pelada não se empresta.
– Porque não.
– É um bem particular.
– Jesus. Você é um adolescente.
– Pelo menos não sou corno.
– Suposto corno. Melhor isso do que burro.
– Já viu corno inteligente?
– Não.
– Está acompanhando a Liga dos Campeões?

Compartilhe!

2 Comentários on "Sobre Mulheres e Futebol"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *