Pour Aline

(ou votos de casamento)

[para os convidados]
Eu lembro perfeitamente as 1ª s palavras que a gente trocou. Eu tinha chegado atrasado a um jantar e a anfitriã resolveu fazer as honras e me apresentar para todo mundo. A Aline, uma das convidadas, querendo ser gentil, disse “eu lembro de você”; eu querendo ser espirituoso, respondi “gostaria de poder dizer o mesmo!” . Se a gente está aqui agora, não é por causa desse meu jeitinho com as palavras.

[para a noiva]
Eu não sei o que você viu naquele dia para continuar falando comigo. Mas eu sei o que eu tenho tentado que você veja em mim desde então: um espelho. Um espelho que lhe é fiel em todos os traços. Onde você se reconheça e se veja inteira. Onde o brilho dos seus olhos fica mais forte . Um espelho que traz nitidez às suas dúvidas, nuances às suas certezas e contornos aos seus sonhos. Um espelho que o tempo, em vez de desgastar, deixa cada vez mais polido, cada vez mais claro e cada vez mais resistente.

Que minha alma continue preenchida por você, porque é assim que ela faz sentido, e que ela possa ser, para você, o melhor reflexo da sua.

 

para ler ouvindo “To Build a Home”

Compartilhe!

1 Comentário on "Pour Aline"

  • Camila diz

    Que bom que nem tudo nessa vida precisa ser inédito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *