Volponi

Caricatura Volponi (grande)Nome: Rodrigo Volponi Leal
Apelido: Volponi, Volps, Volpa e variantes
Idade: 31 (05/09/79)
Time: Timão (é que nem gonorréia: passa de pai pra filho) e Linense (o Elefante da Noroeste)
Formação: 4-4-2 (e Publicidade na ECA)
Ocupação, por obrigação: webdesigner/webmaster/webslave
Ocupação, por interesse: testador de bugs do SimCity, pseudo-tocador de violão, mas prefiro ocupar mesmo é a rede (não a web, a de dormir).
Livro de cabeceira: Pequeno Príncipe. Veríssimo, Veríssimo, Veríssimo. Guimarães. Rubem Fonseca, Mário Prata, João Ubaldo. Saramago, Cortázar, Calvino.
Influências: Veríssimo, Jorge Ben, BB King, Natural Born Killers, O Mistério do Cinco Estrelas, Papai Papudo, Corra Lola, Corra, There’s Something About Mary. South Park, Picapau. Doce de abóbora da vovó.
Se você fosse Presidente da República, qual seria sua primeira medida?
90 de busto, 60 de cintura e 90 de quadril.
Se você fosse chefe do Comando Vermelho, qual seria sua primeira medida?
Dar uma variada nas cores do Comando. Monocromatismo dá sono. Poderíamos montar uma bela paleta de cores, mesclando a impetuosidade do vermelho, a força do preto, a leveza do…

Volponi por Rafael:
Esse é o cara. Se tudo vai mal, ele vai bem. Se tá triste, fica alegre. O coisa ruim é pra frentex (e no cabelo só gourmex). Incomunmente inteligente. Às vezes a inteligência para em um copo americano de cerveja, mas ninguém é de ferro! Sorriso largo, jeito bonachão (sempre quis dizer isso de alguém), é um cara alegre, um rapaz alegre (sem versões em inglês). Volponi, inteligente alegria que vai por aí ….

Volponi por Paulo Coelho:
O Volpa é o nosso candidato a integrante do STOMP. Às vezes, tenho certeza que batucar é para ele tão necessário quanto o ar para nós. E como em qualquer batuqueiro que se preze, sobra agitação e empolgação. Mesmo a tristeza, quando aparece, fica menos séria. Esse nosso amigo é um batuque animado e inquieto, muito mais interessante do que samba enredo e… Ô… Ei…. Especialmente amarrado na cadeira! Quer parar de batucar e me deixar escrever?

Volponi por Volponi
Que coisa ! Sei lá como eu sou. A gente é a gente e pronto, certo? Então… só conseguimos saber como é uma pessoa (e nós mesmos!) por partes. Sempre em pedacinhos, sempre de uma forma fragmentada. Não tente reunir esses cacos: o mosaico é sempre mais belo que o vidro plano, transparente e sem graça. Eu também sou vários pedacinhos ao mesmo tempo: às vezes, um cara que corre pro interior (Lins) pra curtir um sossego, os amigos e um churrasco. Outras vezes, um cara ansioso que não pára de se mexer (e de batucar, e de falar, e de escrever, e etcéteras…). Outras vezes ainda, um cara que quer só ficar no seu cantinho, curtindo um Guimarães na buena. Ou South Park. Ou discutindo a força da mídia. Ou querendo ser radical contra conformismos e hipocrisias. Outras vezes sendo conformado e hipócrita. Mas o que importa é ir tocando o barco pra frente, de uma maneira leve e aproveitando o que a vida tem de bom ou ruim. Tá, tudo isso é um papo meio chato, meio babaca, mas pôxa! Vamos rir e chorar (principalmente rir) à vontade…

Se quiser ver algumas coisas que estão por aí na web, sobre mim, dá umas fuçadas…
http://www.hiperweb.com.br/caderno (meu caderno de anotações, um blog qualquer-nota)
Scouts Cartola FC – Estatísticas e histórico de todos os jogadores

Compartilhe!