… e Deus Criou o Homem

Segundo reza a tradição católica apostólica romana, o Homem foi feito à imagem e semelhança de Deus. Difícil é acreditar nisso toda vez que acordo e me olho no espelho! Porém, se Deus tem olhos puxados, cabelos curtos – castanhos – e tipo físico esguio acho que ele pode ter também os seus 80 kilos e 1 metro e oitenta de altura; o que não é nada parecido com o meu vizinho. Mas meu vizinho não deve ser Homem. Pelo menos não se encaixa no perfil médio, sei eu: um metro e oitenta por cinquenta centímetros de largura, é 1,80 x 0,50 igual foto mesmo.

Um homem, para ser um Homem na modernidade, deve gostar de coisas motorizadas, deve curtir máquinas e velocidade se não, não é um Homem. Todo Homem gosta de dirigir; ainda mais, um carro potente, veloz. Porém na média, todos andam mesmo com os famosos populares de 1.000 cilindradas, pequenos, compactos, com seus quase 2m de comprimento por 1,70 de largura. Dirigir sempre foi um grande prazer, muito disso por causa da velocidade e da vontade de controlar uma máquina. Assim sendo não foi difícil inventarem algo que juntasse tudo isso.

As motos foram a grande invenção criada para saciar essa gana do homem. Liberdade, velocidade em cima de uma solução que virou um problema. Instrumento de guerra, arma letal; colocou o Homem contra ele mesmo. Agora são 2 m e 4 rodas contra 60 cm e 2 rodas que cortam o trânsito buzinando e azucrinando os Homens, que em seus carros tentam acertar os outros Homens, que na verdade são os mesmos Homens cuja a imagem é a semelhança de Deus e portanto iguais entre si. Mas meu vizinho não é Homem!

Por sermos iguais deveríamos então ter as mesmas coisas e assim sentiríamos que o somos e que Deus nos fez assim, contudo uns são mais iguais que outros. Por exemplo, Michelângelo, nunca foi e nunca será como os outros; e nem nós, os outros, seremos como ele. Michelângelo estava mais próximo de Deus que nós, dele; ou outra imagem e semelhança que ande por entre nós. Einsten, era a imagem e semelhança da genialidade e nem por isso acreditava que Deus o fizera assim. Isacc Newton jamais pensou que todos poderíamos ser iguais; não poderíamos ocupar o mesmo espaço, quanto mais sermos os mesmos. Não somos os mesmos aqui, não somos os mesmos em casa, não somos os mesmos na rua. Muito menos na rua, onde eu vejo, de dentro do meu carro: ” Desculpe encomodar. Sou pai de família e estou desempregado e o único jeito de sustentar meus filhos foi vendendo estas balas por R$ 1,00 real. Obrigado.”

Sobre o meu retrovisor, que mede cerca de 15 cm, uma figura parecida comigo me diz coisas que não são nem um pouco parecidas comigo. Ela corre entre o vão que há entre os carros que medem cerca de 2 m de largura e andam sobre faixas das avenidas esburacadas. Avenidas que têm em média 3 pistas com 3 m de largura. Assim, minha imagem e semelhança, do lado de fora do meu carro, parada no farol, caminha entre o vão que sobra entre os 2m de largura dos carros mais os 15 cm de cada retrovisor numa pista esburacada que tem uma faixa de 3 m. Sobram, então 70 cm. Um homem médio, imagem e semelhança de Deus, igual a mim e aos outros, tem cerca de 50 cm de largura (caso não seja um beberrão e tenha aquela pança de chopp). Desta forma, em uma faixa normal de 3m, por onde passam muitos carros com aproximadamente 2 m de largura mais seus dois retrovisores com 15 cm cada, cabe um Homem com cerca de 50 cm de amplitude lateral e sobram ainda 20 cm. Contando que um homem, para ser um Homem na modernidade, deve gostar de coisas motorizadas, da liberdade e prazer de dominar uma máquina, temos que acrescentar a passagem de uma moto – veículo criado para solucionar a gana de velocidade e liberdade que são intrínsecas ao Homem – em cerca de 20 cm entre os automóveis, seus retrovisores e nossas imagens que andam pelos vãos dos carros vendendo balas. O que me faz pensar que os nossos iguais já não são tão iguais pois agora nós sabemos que dois corpos podem sim ocupar o mesmo lugar no espaço, e Newton estava errado! Nossos iguais não pensam igual pois acham que tudo é absoluto e nada é relativo. Os iguais falam que são iguais mas agem diferente. Sempre foi e sempre será assim e isso eu posso entender. O que eu não entendo é como, diabos, em 3 m cabem os carros com seus retrovisores, ocupando quase 2,30 m ao lado de Homens e seus 50 cm que emparelham-se com as motos e seus 70 cm de largura; pilotadas por Homens, imagem e semelhança de Deus, iguais aos mesmos Homens que dirigem seus carros ou andam por entre o vão dos carros e motos vendendo balas. Que vão?

Compartilhe!

3 Comentários on "… e Deus Criou o Homem"

  • renilda carvalho da silva diz

    quando deus criou o homem a sua imagem e semelhaça foi no sentido de fazer sempre o bem e não parecer com ele no tipo fisíco, até então niguem conhece o fisíco de deus.

  • creuza diz

    muito ruim!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Gabriel diz

    na vdd. deus tem a aparencia de um humano. isso q a biblia tenta dizer. deus tem maos, braços, pernas, olhos e etc… e se o mundo está desigual, a culpa é nossa. não de deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *