O Mingau

Eme, i – Mi. Ene, ge, a, u – Mingau. Isso mesmo, ma, me, mi, mo, mu, ma, mo, mu, mã, ã ………..

Ahã! Desculpe.

Falemos sobre o mingau. Nativo da Suécia, mais precisamente na cidade de Amin Gaus, este prato típico foi criado nas casas de repouso como única distração para os seus internos. Era tido como passatempo mais saudável da Europa: cozinhar o mingau para dar aos gatos que habitavam a velha cidade, do velho continente. Xô … . Com o passar dos anos este composto de maizena e água foi elevado à categoria de comida infantil, afinal não fazia mal aos gatos, porque faria às crianças?

Se você bem se recordar vai lembrar da cena do aviãozinho e o quanto era ridículo você ter que parar de brincar para comer “papinha”. É ….. acredite! Era ele: o mingau.

Seja quente ou seja frio, o mingau perdurou até hoje, porém sua continuidade é incerta. Não sabemos se as crianças ainda comerão mingau daqui a alguns anos, apesar de já terem inventado a farinha láctea (que pode ser misturada com água, pois já é láctea). Xô … .

Você pode inventar um mingau quente ou preferir frio, pode ser com frutas, banana, maçã, mamão (iéck!! quem gostava de frutas quando era pequeno?), ou pode ser o bom e velho mingau de maizena e água, mas coma! Coma mingau e não deixe que ele se torne mais um PLOENOVA (pessoa, lugar ou objeto esquecido pelas novas obrigações da vida adulta). Xô … .

Coma mingau, mole, duro, empastado, aguado. É verdade, vocês já repararam como uma gotinha de leite ou água faz diferença na hora de preparar o mingau? Ah, desculpe! Esqueci de perguntar : vocês já comeram mingau depois dos 10 anos de idade? Particularmente eu achei que tinha um gosto diferente – não ruim, só ……. diferente.

Eu sempre comia aquele tipo de mingau meio empapado, aquele que parecia uma massa de concreto sendo virada, como aquela que meu pai fazia nas épocas de reforma da minha casa.

É esta versatilidade de preparo do mingau que faz dele um alimento inesquecível, você sempre pode mudar a consistência, o sabor, o uso. Quem nunca usou um prato de mingau para brincar de massinha? Tudo bem: eu usava …….. ; mas deve ter mais alguém que já se divertiu com um prato de mingau. Por exemplo, a brincadeira da torta na cara: poderia ser mingau na cara. E aquela de buscar uma cereja na farinha? Podia ser no mingau.

Como já disse, prefiro o meu empapado, consistente. Sempre preferi e continuarei preferindo até que os gatos não me deixem mais comê-lo. Xô… bichano, sai pra lá!

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *