Insólito

O que mais me incomoda nesse lugar, é que a única pessoa que eu conheço é o Humberto Gessinger (ele mesmo, o exército de um homem só). Ele não é só o único que eu conheço, mas também o único que se comunica por meio da fala. Tirando eu, e ele, só vejo pessoas (se é que podem ser chamados assim) emitindo grunhidos e ruídos totalmente horríveis. Sinceramente acho que eles não são humanos.

Sempre busquei soluções criativas em situações como essas. Já que vou estou cercado de seres estranhos, vou encarar o problema de frente, vou falar com o Engenheiro do Hawaí.

-Opa, beleza ?! Estranho esse lugar aqui, né? Você sabe onde estamos ?
-Um dia desses, num desses encontros casuais, talvez a gente se encontre, talvez a gente encontre explicação …

Minha coragem começou a se tornar receio. Com uma tranquilidade assustadora ele começou a cantar, e de uma maneira que muitos até podem achar natural, começou estabelecer contato com sua música. Os ET`s pareciam gostar do som.

– Você não percebe a gravidade dessa situação?!! Pára de cantar, só nós dois somos assim aqui!
– Nós dois temos os mesmo defeitos. Sabemos tudo a nosso respeito! Somos suspeitos de um crime perfeito, mas crimes perfeitos não deixam suspeitos!

E os ET`s fechando a roda, em nossa volta.

-Só eu estou percebendo o absurdo dessa cena?! Como vou bater nessas caras todos, sozinho!
-Somos um exército. Exército de um homem só ! Com o difícil, exercício de viver em paz.

O sorriso dominando a face dos seres de outro mundo, e eu começando a acreditar no poder dele.

-Pelo amor de Deus, já que eles gostaram de você, manda eles pararem de vir pra cá!
-Ela pára e fica ali parada … olha-se para nada … Fica parecida paraguaia …
-Pára! Por favor!!!

Eu já não sabia mais o que fazer com aquele cara.

– Qualquer coisa !! Uma metralhadora!
– Ratatatatatatá !
-Não me venha com “Era um Garoto que Como Eu”! Meus Deus !!
– O Papa é pop. O Papa é pop, o pop não poupa ninguém.
– Vou fugir!
– Na infinita hiiighway !
– Rápido!!
– 120, 130, 160 … só pra ver, até quanto, o motor agüenta.

E quando tudo parece perdido, o desespero já toma conta de mim, eles, todos eles, extraterrestres e engenheiros, se dão as mãos, e em um coro uníssono olham para mim, cantam e sorriem, como naqueles sarais a beira mar.

– Ei mãe, eu tenho uma guitarra elétrica… Durante muito tempo isso foi só o que eu queria ter …

Compartilhe!

8 Comentários on "Insólito"

  • paulo diz

    Esquisito, os comentários das duas duas crônicas estão iguais. Será que é o meu computador ou é a interferência causada pelos ETs e o Humberto Gessinger cantando? De qualquer forma, essa crônica sobre o Engenheiro do Hawaí ficou insolitamente ilariante. Não que eu tenha alguma coisa contra o

  • Gabriela diz

    Como assim? os comentários são sempre iguais? olha que tem mutreta aí.. é ano eleitoral mas também não precisa ser tão descarado. Ri… se até jesus salva imagine então o Humbertão Highway? gabis

  • rafael diz

    Cara, realmente insólito. Divertido. Mas eu não entendi: onde eles estávam? hehehehe

  • AAAAAAAAAAAAgggggggggghhhhhhhhhh !!!

    Cara, isso não é insólito.

    Isso é um pesadelo !!!

    Sugiro outras versões: Belchior, Beto Guedes e Beto Barbosa (pra ficar só na letra “b”)… heheehe….

  • paulo diz

    puta merda, escrevi hilariante sem h. Que analfa. Tô pior que o Umberto ou Humberto? Daqui a pouco estou escrevendo “exército de um omem só”.

    Agora os comentários estão no lugar certo, pelo menos no meu computador.

    Acho que a questão do gosto ou do mal gosto não é a parte mais legal da crônica. O que eu curti mesmo foi a idéia de usar frases conhecidas como respostas. Tenho certeza que o ricardo tb faria algo genial com o Caetano Veloso, por exemplo. Ou não…(hahahahaha)

  • PAMELA diz

    oi CÁ, TDO BEM? ADOREI SUA CRONICA MAS NÃO ENTENDI NADA, ESPERO VC ME LIGAR UM DIA DESSE. TE ADORO BEIJOS

  • Dani diz

    Que pesadelo! Morri de rir, Ricardo.

  • Ricardo diz

    Gostei da brincadeira, com o tempo vou fazer com mais gente do mesmo nível, pra dar continuidade a série.

    Valeu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *