Papo de Trabalho

Eles trabalhavam juntos. Ainda não eram amigos de longa data, mas já se davam muito bem. Como não faziam parte da massa trabalhadora de salário fixo, trabalhavam quando tinham trabalho. Dia da semana ou feriado, horário comercial ou madrugada, enfim, qualquer hora era hora.

Muitas vezes, as madrugadas eram cenário de seriíssimas discussões filosóficas, políticas, religiosas, sexuais, e de qualquer tipo que os interessasse. Eles realmente gostavam de conversar.

A televisão ligada nunca atrapalhava os papos de madrugada. Pelo contrário, servia de como uma “juke Box”, que jogava, aleatoriamente, temas para a discussão.

Numa noite dessas, eles assistiam um jogo de tênis de um famoso jogador brasileiro e a câmera (como andam fazendo em todos os jogos)freqüentemente focava a apreensiva mãe do competente tenista, entre todos os intervalos de pontos, games e sets.

Nesses momentos, no canto superior esquerdo da tela, sempre aparecia uma belíssima jovem, de cabelos loiros, e um rosto tão belo, a ponto de um deles empurrar a tv para esquerda, na frustrada tentativa de centralizá-la no quadro.

Depois de um longo e atento silêncio um deles disse:

-Esse cara é um sortudo!
-Por quê?!
-Olha lá! Olha a mina do cara!
-Imagina, ele namora aquela modelo famosa, sabe ?
-Eles não tinham acabado?
-Que eu saiba não …
-Parece que uns jornalistas viram ela com outro cara numa balada.
-Sei lá …
-Pois é, e agora ele está com essa gracinha aí!
-Imagina! Você está louco.
-Claro, olha lá!
-Não dá, o câmera só enquadra a mãe do cara, a mina quase não aparece inteira. Deve ser viado, esse desgraçado!
-O tenista?
-Não, o câmera!
-Só !
– …
-Ela é um show.
-Deve ser prima dele.
-Prima?!
-É, e como ele quase nunca joga no Brasil, ela aproveitou para ir vê-lo jogar, junto com a tia.
-Nem a pau! Ela não é a prima dele!
-Então é a irmã!
-Você acha que a Playboy já não teria chamado ela para um ensaio se fosse irmã?! Olha lá!
-Não consigo, câmera viado! Vai ver que ela é uma menina de família e não toparia um ensaio nua.
-Então a Trip, VIP, ou até AUDI Magazine já teriam chamado. Hoje, qualquer menina de família posa nessas revistas.
-Só pode ser prima!
-Como assim?!
-Olha a cara dela, o jeito que ela mexe o cabelo!
-Que é que tem?
-Típico mexer no cabelo de prima vendo o primo jogar tênis…
-Nunca! Prima de tenista não mexe o cabelo assim! Isso é mexida de cabelo de namorada, olha só!
-Não deu, o câmera cortou a cara dela no meio, viado! Mas se não é prima, é uma vizinha, ou uma amiga de infância que vê nele um irmão.
-Se é vizinha, ele já comeu!
-Você está louco!
-Olha lá !
-Esse filho da mãe do cinegrafista não me deixa, porra! Mas que é prima é prima!
-Me dê um argumento plausível provando que ela é prima.
-Se o câmera mostrasse ela inteira você veria, é que eu vejo essas coisas de longe, pra bom entendedor meia prima bast…
-Ah! Vai te catar!!
-Cara, vai por mim, é prima, agora dá pra ver, olha o pulinho de comemoração do break point … Falei! Só podia ser prima!
-Típico pulinho de não-prima! Nenhuma prima pula assim …
-Você não entende nada de prima de tenista pulando!
-E você entende?!
-Bem mais do que você, pelo visto!

Entram os comerciais.

-Viu ?
-Fala …
– Tou com uma baita fome. Vamos pedir uma pizza?
-Beleza!

E assim seguiram estes bons amigos, por muito tempo, entre pizzas, primas e brigas, conversando durante o trabalho.

Compartilhe!

5 Comentários on "Papo de Trabalho"

  • Cê tá trabalhando pouco, hein? eheheheeh…

  • anninha diz

    Fala sério, de onde cê tira essas coisas? Adorei o “pulinho típico de prima”, “mexida no cabelo de não-prima” e sai lá mais o que.

    Acho que estou precisando de um trampo assim…. quem sabe não rola material pra eu escrever… porque com o trampo que eu tô tá complexo…

  • anninha diz

    Qualquer dia, vou dar um pulo na Trattoria a ver esses papos….

  • Pamela diz

    oi Cá!!!

    Adorei essa crônica, esse tal tipo “pulinho de prima” foi espetacular. Estou com muita saudades de vc, ve – se me liga tá?

    Beijosssssssssss

  • CARA, SORRY, MAS ESTA PAMELA É UM PÉ BICHO!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *