Da série “Quem não morre não vê Deus” – Qualquer Coisa

Um dia desses eu estava conversando com o Stallone (Sylvester, o Rambo) e perguntei para ele se aquela história dele ter pego a ex-esposa (a loira gigante que coordenava os treinamentos do russo Drago, no Rocky 4) na cama com outra mulher, era verdade.

Ele preferiu desconversar. Me contava animado, como foram as noites de trabalho duro e intenso ao escrever o roteiro (premiado pela Academia como melhor filme) de Rocky, um lutador.

É engraçado como esquecemos que os grandes astros, por mais ricos e poderosos que sejam, não passam de pessoas que querem ver seu trabalho reconhecido pelos outros. Stallone, o Cobra, não é diferente.

Sentado sobre o motor do caminhão do filme Falcão, ele me explicava em como ficou tenso no lançamento de Demolidor (seu último grande sucesso).

É essa expectativa, me dizia o Tango (amigo do Cash), “que faz a gente cometer as maiores estupid… (qual é o plural de estupidez? será estupidezes? ), asneiras das nossas vidas”.

Como exemplo, me citou o filme O Juiz. Ele sabe que não presta para nada.

Outro exemplo (não digo “grande exemplo”, porque sei me olhar no espelho), é essa crônica.

Estou tão sem idéias, mas tão sem idéias, que tive que me agarrar desesperadamente à primeira coisa que vi pela frente.

Desculpem-me.

P.S.: A série “Quem não morre não vê Deus …” traz crônicas criadas num momento de “branco” total, onde qualquer coisa que me passa pela cabeça é o tema da vez.

Compartilhe!

6 Comentários on "Da série “Quem não morre não vê Deus” – Qualquer Coisa"

  • Anônimo diz

    Sei como é essa “coisa”, estar sem idéias…isso acontece comigo direto, é normal!

    Legal o que você disse sobre os astros ricos e poderosos, muitos esquecem que estes possuem “sentimentos”.

    Bjos!!!

  • Verônica diz

    Esqueci de assinar…hehehe

  • O plural de estupidez é estupidezes mesmo.

  • Hahaha! Ricardo é o campeão em ter as mais absurdas idéias em brancos totais. Tesão mamute! Nada como uma mente doentia para fazer o site ir para frente!

  • Kris diz

    Eu não achei picaretagem!!! Achei animal!!!

  • Rafael diz

    Cara, eu diria que lendo seus arquivos você é um especialista em criar séries para substituir esses momentos de branco total……..

    Parabéns ela idéia, menos pela crônica. E viva a Picaretagem!

    Hahahaha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *